quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Patagônia, 927, 36; BH, 040102012.

Invoco as obras-primas clássicas e
Imortais em todas as pessoas do
Singular e do plural; e em todos
Os tempos dos verbos e nos substantivos;
Invoco seus autores e autoras à esta
Mesa para este debate de letras,
Palavras; invoco invocado e todos
Estão invocados e convocados para
Esta seleção, reunião de cimeira
Espiritual; cada um tem o direito
E o dever de apresentar seus pontos
De vista, através da liberdade de
Pensamentos, de memórias, de lembranças
E de recordações; invoco aos meus avôs
E avós, meu pai, tios e tias,
Primos e primas, a todos do aquém,
Do aqui e do além que quiserem
Participar; invoco aos índios dizimados,
Aos pretos escravizados; às índias e às
Negras esquecidas nos terreiros das tabas,
Das tribos e das senzalas, das fazendas, dos
Engenhos; cada qual traz a própria
História e em atos e cenas a representa,
Conta-a e canta-a, que saberemos ouvir;
E cada história será uma obra-prima,
Um clássico imortal, um conto
Original, para que no final, deixemos
Às futuras gerações, as chances dos erros
Não serem repetidos; guerras, genocídios,
Inquisição, religião, escravidão,
Colonialismo, capitalismo e o
Neoliberalismo, imperialismo, CIA,
FBI, KGB, SS, Gestapo, Mossad, Tonton
Macoute, Kimer Vermelho, Camboja,
Vietnã, Biafra, Somália, hutu, toosie, Sudão,
Nação que extermina nação, sem razão,
Não há razão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário