terça-feira, 30 de julho de 2019

O triste é que o medo me causa uma estranha epigastralgia; BH, 0120102004; Publicado: BH, 0280302013.

O triste é que o medo me causa uma estranha epigastralgia 
E paro por covardia numa falsa epífrase e num acrescentamento 
A uma frase que parecia concluída e para se desenvolver
Ideias acessórias e com dor no epigástrico e o meu
Pranto é de epífora e com o escoamento das lágrimas
Pela face em virtude de obstrução dos canais lacrimais
E sozinho e solitário e mais do que só aumenta
O meu epifitismo e o meu estado lamentável de condição
De epífito e aí sinto-me o vegetal que vive
Fixado em outro mas sem ser parasita e o
Meu caso então nem o epifenomenalismo a doutrina
Que considera os fenômenos psíquicos como meros
Acessórios dos movimentos nervosos é capaz de explicar
E este epifenômeno adicional que se superpõe a
Outro mas sem modificá-lo e nem exercer sobre ele
Nenhuma influência só o sistema que sobrevém
A impedir o epicédio a ceifar a composição poética
A calar o discurso em memória de alguém a matar
A elegia a entristecer ainda mais a nênia e não e
Não posso deixar a epêndima a membrana que forra
Os ventrículos cerebrais e o canal central da medula
Seja lesionada destruída pela burrice ignorância
E grito com epêntese com aumento de som no
Meio da palavra a tragar no ombro a dor do mundo
E a perder a oportunidade de escoiçar o sofrimento e
O Atlas que carrego no ombro é epentético é o
Som é a letra é a força acrescentada e colocada
No meio da palavra que se quer esbofetear é
O canzarrão Cérbero o buraco negro que quer
Engolir o universo e desde o tempo do epeu é de
Tudo que diz respeito aos epeus antigo povo do
Peloponeso a mãe epeia era a que estava sobre
O epilenômeno e antes de iniciada toda forma
Desaparece o efêmero e vou embaixo buscar a solução
Trago um epiblema resolução da epiderme da
Raiz e outros órgãos subterrâneos dos vegetais e
Dilato o epicanto a dobra da pele no ângulo
Interno do olho e não enxergo mais nem por
Dentro e nem por fora e o epicárpico gerado no epicárpio
A película externa dos frutos não afasta do epicaule
Vegetal parasito que cresce no caule de outros
Vegetais e no espaço quando olho o epiciclo
Pequeno círculo imaginário da esfera celeste o
Qual tem o centro da circunferência de outro
Círculo maior minha dúvida só aumenta e
O mundo epicicloidal é mais antigo do que a
Humanidade imagina e o epicicloide não pode
Ser e nem é mais moderno e a palavra já é mais
Antiga do que a curva gerada por um ponto
Fixo duma circunferência que rola sem escorregar
Sobre a parte convexa ou côncava de outra face
O órgão colocado sobre o receptáculo da flor o epiclino
Deveria fazer o papel do epicmástico que aumenta
Gradualmente a febre e como outro epacmástico
Duplicar a febre de vida no universo e o
Universo não pode ser epicondiliano e nem ter
A característica do epicôndilo a saliência mais
Externa da extremidade inferior do úmero e
Por mais que busquemos entender o universo não
Temos nem início e nem meio e nem fim
E muito menos efeito que cause qualquer tipo de
Epidemicidade ou de tudo que tenha qualidade
Daquilo que é epidêmico a não ser o homem e
O homem é quem é o fator epidemiológico do nosso
Universo e se ele for epidemiologista não saberá
Impedir o fim do futuro e haja epidemiológico e
Haja pessoa versada em epidemiologia e não
Poderá impedir que o epidendro gênero de
Orquídeas seja preservada e tudo que
Cresce sobre as árvores e sob também virará
Cinzas sombras penumbras carvões simulacros e
Tesouro epigráfico luxuoso epigramático satírico
Até porém a trazer do epigramatista um sumo
Epilogador cujo resumidor de tudo seja o encontro
Das formas o sintetizador dos princípios o epimítio
Das coisas no entender da moralidade da fábula
No maior crescimento da face dorsal das folhas se
A epinastia tem alguma fantasia escondida na
Agonia ou na angústia da epinefrina que lança
A adrenalina na nossa nervosia que às vezes
Não tem o sentido que tem a parte superior do
Filete dos estames das plantas que dão flores
Sinantéreas e já que ninguém procurava a
Epinema no epioolítico e formação posterior à
Do terreno oolítico no terreno contemporâneo do
Homem o epiórnis os tesouros procurados não são
Encontrados tais os estames que nascem unidos
À corola e o epipétalo perdido levado pelo vento
Não será o esquecido epipigma antigo instrumento
Cirúrgico para reduzir as luxações do braço do epiplo
Peritônio que flutua livremente no abdome na frente
Do intestino delgado no omento do epíploo paro no
Organismo epiglótico e não engulo o fantasma epígino
O estame vegetal que está sobre o ovário ou acima dele
E com a epiginia no auge do epigeu e tudo que
Está sobre a terra ou fora dela dos cotilédones quando
Durante a germinação são arrastados pelo caulículo
Para fora da terra como sucede com os do feijão
Assim é o gênese da epigeia o rochedo epígeno e a
Rocha que apresenta o fenômeno da epigenia.

Meu espírito está debilitado e exausto e cansou de viver; BH, 030602001; Publicado: BH, 0300702019.

Meu espírito está debilitado e exausto e cansou de viver
Meu ser está extenuado e é muita a extenuação para 
Mim pois toda e qualquer tentativa de ensinar-me alguma
Coisa foi em vão e foi em vão a aflição do meu pai a 
Querer ensinar-me inglês e foi inútil o desespero da minha
Mãe a tentar enfiar matemática em minha cabeça e de
Nada adiantou o sermão do pastor por mais belo e mais
Eloquente que fosse para manter-me na igreja e os amigos
Todos que tentaram pôr à minha disposição as amizades
Foram traídos e ficaram decepcionados e a coragem que
Nunca tive e a covardia que sempre abateu-me e o medo 
Que nunca abandonou-me e se esquecesse todas essas 
Ocasiões e todas as vezes que perdi a coragem e fui 
Vencido pela covardia e derrotado pelo medo e para mim
Já seria uma vitória mas não estas histórias sempre me 
Acompanharão até o fim dos meus dias e se Deus me 
Mandasse um impulso expulsivo ou uma substância 
Milagrosa que facilitasse a expulsão destes dilemas minha 
Alma ficaria mais leve e o peso seria expulso de minha 
Consciência tal réu que sofreu a pena de expulsão e foi 
Posto para fora e se Deus mandasse um impulso expulsor
Ou um anjo que expulsa temor sem uso de expulsório ou
Do que envolve mandado de expulsão e sim só fé e paixão 
E tenho certeza que seria a expunção da minha burrice e 
Passaria a aprender as cisas como manda a inteligência e 
Seria o expungir do meu medo e passaria a enfrentar todos
Os problemas que o que o destino apresentar-me e seria o 
Apagar da minha covardia e como uma escrita ruim para 
Substitui-la por outra mais ousada e audaciosa e nunca mais
Veria o eliminar da minha coragem e o fazer desaparecer o 
Meu ânimo e seria a expurgação da ignorância para a
Entrada da sabedoria e a evacuação da rudeza e o meu 
Cérebro ficaria expurgado as más lembranças e memórias e 
Recordações e uma mente que sofreu expurgo do mau 
Passado e livre de toda impureza comanda um novo ser 
Imunizado e só Deus pode expurgar e purgar completamente 
E corrigir os defeito que teimo neles e eliminar os erros e as
Impurezas que não abandonam-me e imunizar os grãos 
Daquele e daquilo que me é supérfluo e prejudicial e purificar
Até a exsudação e que o exsudar seja uma destilação a suar 
Um êxtase e a transpirar de admiração pelas coisas
Sobrenaturais e extasiado pelo arrebatamento da alma e a 
Causa extrema do extasiar estático e aí adeus ao ai e 
Extemporaneidade e xô extemporâneo e tudo que vier ou 
Que estiver fora do tempo próprio não me pegará desprevenido
E a extensão do inoportuno não terá o efeito de estender as 
Trevas sobre mim e por maior que seja a dimensão da escuridão
Na superfície e estarei inchado de luz e a duração da sombra ou
Aumento da penumbra e a ampliação do denso e opaco ou da 
Obscuridade não mais me prejudicarão com suas falsas 
Extensibilidades e a qualidade de extensível será finita e não o 
Que se pode aplicar a mais de um caso e o extensivo será 
Então barrado ao coração e comprido e longo é o atalho que 
Leva à virtude e é o caminho que dura muito e ás vezes fica 
Não resumido devido ao extenso que esconde a verdade e 
Estende a liberdade e vem estivar como um extensor e aparelho
De ginástica e ser a designação de cada um dos músculos 
Extensores e só Deus para expulsar de mim a paranoia destas
Doenças e só Deus para fazer sair por castigo ou violência do
Lugar onde estava na minha pessoa e sozinho não conseguirei 
Expelir ou secretar e não adianta tentar e a saída forçada da 
Secreção não é a saída compulsória e definitiva do território 
Nacional imposta a estrangeiro por ter processo movido para
Expulsar e tornar-se expugnável e toma-me de assalto ao me
Expugnar e mantém-se firme na expugnação de expropriar o 
Meu ser e é tirar legalmente a alguém a própria posse ou 
Propriedade e é desapropriar e não exportar e não vender 
Para fora os meus produtos nacionais e não tornar exportável 
De mim e exportador que precisa duma exportação e dalgo 
Que exporta o montante dos meus artigos que tenho de sobra e  
De restos de vestígios e não quero mais sujeitar-me neles e me 
Arriscar no mau ou oferecer-me por moradia do que não presta
E não sou de exibir e nem de mostrar o que não sei aproveitar 
Ação e quero pôr à vista e ao olhar e à visão a criança africana
Que vive dentro de mim e o mundo soube abandonar e pretendo fazer
Conhecer para explicar a razão e referir e contar aos meus filhos com
 Indignação o que é colocar em perigo e expor um abismo sem solução.

A emanação de líquidos do meu corpo sólido é uma mera quimera; BH, 070602001; Publicado: BH, 0300702019.

A emanação de líquidos do meu corpo sólido é uma mera quimera
Pois não passo dum antro de fábula e com cabeça de leão e corpo
De cabra e cauda de dragão e só mantenho em mim o exalar de 
Coisa irrealizável e a exalação do absurdo dum sonho utópico e do 
Exalante quimérico dum dia possuir a fonte que exala luz e para 
Lançar fora os raios e expandir a ação benéfica a manifestar-se de 
Livre curso para não evaporar-me e nem extinguir-me mesmo no 
Último suspiro ao morrer e ai que êxtase e que gozo e que prazer é
Atingir o exalçamento do ser e que gosto bom exalçar a alma e 
Exaltar o espírito é o efeito da glorificação e sem elogios e sem 
Descontrole e sem descomedimento e quem consegue a exaltação 
Do ente não pode ficar fora de si e nem irritado e exaltado e 
Glorificado e elogiado só pelos outros e nunca devemos tornar a 
Nós mesmos perante os pequenos ou engrandecer ao nosso ser e 
Glorificar nossos atos diante dos rastejantes e é levar sempre ao 
Mais alto grau de energia e atividade e intensidade a força do bem
E elogiar muito só ao homem bom e não ao demagogo e que quer 
Atingir com superficialidade o fisiologismo e ainda vangloriar-se e 
Ao ser chamado à realidade e nunca com nada fora da ética e é 
Muito bom crescer também e notei que falhei e faço um exame de
Consciência e sinto que errei e num interrogatório no qual me 
Submeto ou num inspeção profunda e com análise de examinador
E quem mais examina-me sou eu um examinando a ser examinado
Por ele mesmo e gosto e examinar tudo que acontece comigo e 
Gosto de sondar-me para interrogar-me e sujeitar-me às normas
De observar os princípios e investigar os fenômenos e estudar os
Mistérios e de analisar a própria consciência para ver se não 
Estou longe da razão e perto da virtude examinável e se por 
Acaso sentir que estou débil e exausto e sem sangue para dar e 
Enfraqueço e o exangue pode sofrer examinação precoce e é a 
Morte aparente que matura e desfalecimento de exânime e de 
Desmaiado ou em coma e morto por exantema ou de qualquer 
Outra erupção cutânea ou outra com nome de doença das 
Laranjeiras a tornar um exantemático exantematoso da natureza 
Duma modalidade de tifo extremamente grave e é por isto que 
Gosto disto de lavrar em papel e consignar por escrito e anseio 
Por registar cada vibração mental e gravar cada suspirar de 
Pensamento e de emoção e exarar com todos os sentidos sem 
Exasperação da emoção e do sentimento exasperadores e a dor
Que exaspera com falso exagero de tornar as coisas maiores do 
Que bem realmente são e é a exageração que torna menores os
Seres e aparentar mais do que sente é ser exagerado a ser 
Superado e exagerar ao fazer ou ao dizer alguma coisa é mentir
E coisa de indiferente exagerador e que não sabe o que é ser 
Diferente ou só sabe exacerbar o mais intenso possível o ódio e 
Mais acerbo o rancor e com a exacerbação do horror e com o 
Agravamento do terror pior do que a doença que castra a 
Exatidão da vida e a pontualidade de viver e temos que nos 
Fazer uma cobrança rigorosa como se nos devêssemos grande 
Dívida e altos impostos e numa auto exação de caráter e que 
Facilita a evulsão do mau e expulsa com rigor a raiz podre e o 
Vulcão de tumor evulsivo e a evulsão do furúnculo e o arrancar 
De pedaços de carne e extrair lama de sangue do cérebro que 
Impede o evoluir ou barra o evolucionar e desbarata o evolver 
Que produz evolução e desenvolve depois de passar pr uma 
Série progressiva de transformações e metamorfoses de núcleos 
Evolutivos e todo ser que respira é partidário do evolucionismo e 
Todo ser vivo é um relativo evolucionista e tanto do darwinismo 
Quanto do lamarckismo e a designação das doutrinas que 
Comprovam a mutabilidade das espécies e todo evolucionário 
Pratica a doutrina filosófica ou científica fundada na ideia da 
Evolução e por mim almejo sempre evolucionar e modificar a 
Minha vida mas sem alterar para pior ou destruir o meio ambiente
E desejo fazer evoluções pessoais ou não e sucessivas sem mas 
Sem sofrer e sem causar graves consequências e modificar só 
Para melhor e para ser bom e para fazer o bem como a teoria 
Biológica que prova a transformação progressiva das espécies e 
Já as insensíveis mudanças do conjunto de movimentos de tropas
E navios e aviões e outros veículos de guerra ao passar duma 
Formação para outra devem deixar lenta percepção de 
Desenvolvimento no tempo por vivermos sob o efeito da paz e já
 Não haver necessidade e nem importância de apologias de guerra. 

terça-feira, 23 de julho de 2019

Não precisais embalsamar o meu cadáver envelhecido; BH, 030602001; Publicado: BH, 0230702019.

Não precisais embalsamar o meu cadáver envelhecido
Para livrá-lo de adiantado estado de decomposição e 
Nem impregnar de bálsamo e perfume o meu corpo 
Morto pois não sou um faraó e depois de morrer não
Quero o meu embalsamento e nem sarcófago e não 
Precisais tratar-me como se eu fosse uma embalagem
Para relíquia ou um invólucro de múmia num envoltório
De gases ou de linhos tradicionais de embalar e acondicionar
Defuntos e são coisas do passado ou do tempo em que valia
A pena entreter por algum tempo o morto e enlevar a 
Imagem dele e hoje é só cremação e o homem moderno
Só sabe balançar na corda bamba ou iludir o próximo ou
Aumentar a velocidade da destruição e não entende o 
Que é acalentar uma alma ou um espírito conturbado e 
Nos dias atuais é difícil encontrar uma eminência que 
Requer superioridade de homem com excelência real e 
Não existe mais elevação moral nem com tratamento 
Dado aos cardeais e a voga da moda é a eminência 
Parda ou a pessoa que exerce o poder por trás dos 
Bastidores e é isto que faz o espírito emigrar e a alma
Deixar o soma e sair do corpo e ser emigrante em outro
Universo e igual ao que sai dum país par ir fixar-se 
Noutro e assim também emigra o espírito e o ser é 
Emigrado e o sopro é emigrante tal a mudança 
Periódica de certos animais duma região para outra e a 
Emigração é a mesma e só que a da alma se não
Acontecer o corpo provoca vômito nela de tão sujo
Que é o homem e se a do espírito também não
Acontecer é emético o vomitório e na certa o vomitivo
E nada mais provoca a emersão da humanidade e 
Nada mais acelera o emergir da raça humana da 
Podridão e o homem está perdido e tudo está perdido
E todos estamos perdidos e não existe emérito em 
Salvação e o perito que escapa e o muito hábil que se
Salva e o douto que consegue patentear-se e o insigne
Que Sabe erguer-se por conta própria e não existe 
Nada que faça sair de onde estava mergulhado o 
Homem e a situação é crítica e a ocorrência requer 
Emergência e ação e o homem está a dormir e o 
Menu é o da fome e o sofrimento não é sumário e a 
Lembrança é depressiva e o apontamento só causou 
Desapontamento e a ementa é de assim arrepender-se 
E corrigir-se se houver tempo para a salvação mas não
Há e é o chutar a bola em movimento sem precisão ou
Ligar uma peça à outra sem perfeição e modificar o 
Homem e emendar alma com espírito e eu com ser e ente 
Como emendar no lugar onde se unem as duas peças e 
Já houve quem saísse de dia com lanterna acesa a procurar
Um homem e hoje tem que embutir ou encaixar alguma 
Coisa num vão de dimensões apropriadas para recebê-lo
Ajustadamente e será em vão e se revelará um embusteiro
Ou o que recorre a embustes eternos ou de infinitos de 
Mentira ardilosa e de embuste que faz amuar o justo ou 
Emburrar o lhano e pode embuchar que não tem mais jeito
E calcar bem com buchas e colocar como num embuchamento
Do sistema de buchas do universo dum veículo descoberto e o
Homem é de embuçar-se mais e de encobrir-se e disfarçar-se 
A apressar o total embrutecimento e a demonstrar o embrutecer
Do réptil estúpido e do bruto na embrulhada e volume da
Ignorância e pacote de ignorante ou embrulho para confundir
Com bomba e envolver-se com lama e causar náusea e enganar
Na confusão ou fazer embaraço e embrulhar com logro e engano
Que aumentam a desordem e embrulhar para protelar uma 
Decisão e prometer em vão e embromar e embromar e completar
O enganar e a embromação do homem é assim e só os
Descuidados caem e a aplicação externa de certos remédios ou o
Remédio a isso destinado na embrocação por pincel ou bucha de
Algodão impossível a cena e mesmo se começasse desde o 
Processo embrionário quando o homem ainda está em embrião 
E com todo estudo da embriologia e desenvolvimento da 
Embriologia na formação dos seres vivos no começo e na origem
E no início do ser vivo a elevação em êxtase não acontece e é 
Como a embriaguez ou a perda da lucidez por ingestão de álcool 
E enlevar-se e a extasiar-se só se embebedar-se e o maravilhar
Para o homem é só no embriagar-se de bêbado e de ébrio e de
Tonto e olhais então o embriagado a ocultar-se em brenhas e a 
Meter-se no meio das trevas e a embrenhar-se nas sombras e a 
Embrear a vergonha e a acionar a embreagem e a cortar a
Comunicação e a cessar o mecanismo que comanda o sopro vital.

terça-feira, 16 de julho de 2019

O representante destacado do universo é o sol; BH, 030602001; Publicado: BH, 0160702019.

O representante destacado do universo é o sol
E o expoente é a lua e exponente é a constelação de 
Estrelas e o que constitui exponencial e o que 
Vale como o que expõe de sua classe e de 
Sua profissão e alega número que posto à direita 
De outro e um pouco mais alto e indica o grau 
De potência a que esse outro é elevado e notável
No ramo do saber é o cérebro e que não poderá ser de 
Um expropriador da sabedoria e que faz questão 
Da expropriação do conhecimento e expropria a mente
Alheia e humilha ao expropriar o semelhante e ao 
Ter por êxito a coisa expropriada e sem o exprobatório
Da opinião e o castigo que encerra a exprobração e
Reprender a inspiração e fazer censuras ao sentimento e
É escrever como quem gosta de exprobrar e se a 
Imaginação é exprobrante e tolhe o belo e se o pensar 
É de exprobrador e exprobra a liberdade e é pior 
Do que a exprobração da verdade e tudo é culpa 
Por não ter um dom exprimível e tudo é culpa
De quem não sabe falar e dar a conhecer suas 
Ideias ou emoções e quem sabe representar através 
Duma manifestação artística e quem sabe se
Exprimir e dar a entender e a manifestar por palavras 
Por gestos e por atos e já está com meio cominho 
Andado e mesmo que seja como sou e surdo e 
Cego e mudo e com teor de composição ferroviária
E que para em poucas estações durante o seu percurso
E não faz manifesto de modo inequívoco e diz pelo 
Enviado diretamente e ainda por carta e é expresso e
Claro e então concludente e explícito e que exprime
Com exatidão e é significativo e expressivo quando
Quer expressar-se e a expressividade só em olhar e a 
Ociosidade não é a representação algébrica do valor
Duma unidade e o ócio não pode ter significação e 
O preguiçoso não tem caráter e o ocioso personificação e
A maneira de exteriorizar sentimentos ou pensamentos ou
Elementos ou movimentos em cada um tem uma 
Expressão diferente e cada expositor que faz uma 
Exposição ainda de artes plásticas ou dum assunto 
Expositivo e com o mesmo respeito de tempo ou duração
Da abertura do diagrama das máquinas fotográficas e
A maneira pela qual um edifício ou um aposento ou
Um objeto ou uma obra de arte recebem a luz é o 
Que representa em cada conjunto e salva uma boa
Explanação inteligente ou uma explicação sem a 
Eloquência da retórica e a narrativa distante de 
Prosador sofista que adora exibição pública e 
Eu não e nem o que produz explosão e a língua 
É a substância mais inflamável que se possa 
Produzir e é um chicote explosivo e é um ato
Explosível a manifestação súbita e violenta e estouro
Da boiada e detonação com comoção acompanhada e
Produzida pelo desenvolvimento súbito duma força
Ou expansão súbita dum gás e toda mente tem
Que ter algum teor explorável e todo cérebro que 
Se presa a ser explorado cresce e serve como 
Exploratório a desenvolver um negócio ou indústria e 
A memória é de empreender e a lembrança é de fazer e
Produzir e quem souber pode abusar da boa fé do 
Encéfalo e tirar partido e proveito de tudo que tem
Bem guardado dentro da cabeça e pesquisar e 
Observar e sair por aí a procurar e a estudar
Para percorrer sem medo os caminhos e procurar 
Descobrir a coragem nas estradas e explorar por
Dentro de si como um explorador pode gerar frutos
De quem cobra muito caro e quem explora como o 
Que viaja para fazer descobrimentos numa

  1. Região no interior de si e pode nessa exploração 
Voltar com muitos baus de tesouros ou muitos mistérios 
De criações ou muitas minas de Salomão ou de 
Diamantes e de ouro depurado e explodir o abuso da 
Boa fé e da ignorância de alguém e vociferar com o ignorante
Para mim penso que é inútil e exaltar-se contra 
Os obtusos também e estourar de indignação com
O que deparamos no cotidiano é perder tempo e
Formalmente quem dá a luz a eles é só Deus e 
Não eu e quem irá explicitar luz aos cegos é 
Santa Luzia e tudo que prestar a ser explicado e 
É explicável aos leigos e por acaso eu sei explicar
Não nego o direito explicativo e pagar dinheiro e dar
Satisfações ou explicações por razões de ações ou palavras
   Só Deus e eu se mostrar a origem e o motivo sou linchado.  

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Brasil infinito e de homens finitos; BH, 070702019; Publicado: BH, 0100702019.

Brasil infinito e de homens finitos
E que apequenam-se numa sociedade
Racista e homofóbica e de seres que
Levantam bandeiras fascistas e 
Nazistas e odeiam em nome de Deus
E libertam monstros adormecidos e
Despertam dragões da maldade e 
Bradam como feras da crueldade e 
Bestas apocalípticas com a ruindade
No olhar ensanguentado e cultuam
Armas que exterminam nossos jovens nas 
Periferias e matam indígenas e armam
Ruralistas contra sem terras e quilombolas 
Que acabam executados em emboscadas 
E os fins justificam os meios e as cadeias
São abarrotadas e as escolas fechadas e 
Os hospitais sucateados e o crime 
Organizado abocanha a juventude sem
Perspectiva e a benção igualitária se 
Esvai no pensamento egoísta e não se
Reparte mais nada e nem o pão e nem
A razão ou a cultura de inclusão e só a 
Violência satisfaz e só o sexo barato é 
Vendido em qualquer esquina de mulheres
Ou de meninas e não importa a idade ou 
O tino e serve-se até menino e a onda 
Conservadora e neoliberal inculca o 
Anti trabalhismo e perde-se direitos e os 
Trabalhadores tecem loas de que era 
Necessário o fim de regalias e de 
Mordomias trabalhistas e o Brasil é 
Infinito e gigante e maior do que a 
Mesquinharia que quer transformá-lo
Numa categoria inferior de ninharia.

terça-feira, 9 de julho de 2019

E se o mundo se unisse por um bem comum e por um fim; BH, 02301102000; Publicado: BH, 090702019.

E se o mundo se unisse por um bem comum e por um fim
De confederar o nosso destino sem outros que não sejam
A paz e o amor e os derivados que nos trazem de encontro
À felicidade e as letras que já existem há milhares de anos
E bem como as palavras e as milhares de línguas e como 
As que já existiram e as que existem juntamente com os 
Milhares de dialetos e de falas e de ditos de regionalismos
E são todos os mesmos e têm os mesmos significados e 
Levam-nos aos mesmos caminhos e nos fazem as mesmas 
Perguntas e a esperar as mesmas respostas e as mesmas 
Soluções e em todo o planeta e nos países que o compõe 
E onde se fala e se comunica de todas as maneiras e o 
Resultado é um só e o sentido é um só e é como enfeitar 
Um bolo e cobri-lo com confeitos e açúcares ao confeitar
Para disfarçar ou encobrir e iludir ou enganar pois todos 
Provêm do homem e não merecem confiança e a confeitaria
Humana e a casa onde se fabricam e se vendem os doces 
Ou os bolos e os salgadinhos não é digna e nem o confeiteiro 
É de qualidade ou o indivíduo que confeita os bolos e os 
Doces com a semente e a pevide cobertas de açúcar e 
Preparadas em calda e secas ao fogo e a pequena partilha
Colorida e geralmente aromatizada para adornar é recheada
Com cianureto ou com veneno ou com formicida e tudo mais
E é o boicote à paz e ao amor ou ao bem ou ao bom ou à 
Conferência àquele que veio conferir a oportunidade de pôr
Fim ao confronto e participar de toda conversação entre as
Duas ou mais pessoas sobre interesses comuns e a apelar 
Para o discurso literário e científico e ao público e volta ao 
Lar sem vitória ao conferenciar ou ao discutir e tratar como 
Conferencista o fim das hostilidades ou o fim das agressões
E é o fim do conferente de boas intenções e não confere mais
Nada e perde o valor o funcionário e as mercadorias e as 
Respectivas listas e tudo que as acompanham vão por água
Abaixo e a cotejar através duma verificação ou conferir que
Veio confessar por meio de torturamento e declarar que é réu
Ou revelar o que não cometeu e assinar os pecados ao 
Confessor ao dizer-se culpado ou declarar-se perante os 
Juízes o confesso ou o que confessou suas culpas e o 
Convertido no pau-de-arara e agora devido a uma crença
Religiosa a transformar-se num confessional relativo no 
Lugar onde o padre ouve a confissão ou no confessionário 
Do confessor ou o sacerdote que ouve os penitentes e ouve o
Confessório que muda a obrigação para confete e para a 
Rodelinha de papel colorido que se atira aos punhados 
Durante o carnaval e gera amabilidade interesseira e gera 
Lisonja do confiado ou do atrevido àquele que não quer 
Confiar por não ter a certeza da segurança ou não ter confiança
No modo de agir ou no proceder ou não ter convicção e nem 
Conceito que inspira a imaginação que leva à esperança firme
Dum atrevimento maior em novo tratado confiante de ter fé e 
Ter proteção e fazer confidências lógicas e éticas sem 
Comunicação de segredo ou uma confidência aberta a todos 
E com o dito e o escrito livres do confidencial e livre do 
Secreto ou da obrigação de confidências pois todos que confiam
No confidente correm o risco sério de perderem a configuração 
Dos segredos e perdem a forma exterior como a do corpo ou a do
Aspecto ou a da figura ou a do ser e do espírito e a da alma.

domingo, 7 de julho de 2019

E não destina-se a mim o espírito conciliatório; BH, 02202301102000; Publicado: BH, 070702019.

E não destina-se a mim o espírito conciliatório 
E tudo por que o meu ser não é conciliável e não é
De conciliar com o que diminui-me e a firmar 
Mais ainda a concisão de minha vida e uma vida
Sem exatidão e sem precisão da lógica donde 
Sobressai o laconismo e a brevidade do meu tempo
E sou um ser conciso e e estou exposto ao mundo e ao
Universo através de breves palavras e em resumo
Qualquer um transmite tudo ao meu respeito e o
Que informa em pormenor prejudica a minha
Essência e o meu principal teor exato a fazer 
Instigar o que há de lacônico em mim quando 
É para incitar uma grandeza e concitar uma qualidade e
Não aparece uma alma e agora fala em gritar e
Em tumulto e fala em clamar e em cobrar ao que 
Deve e fala a bradar contra o justo e a conclamar 
Contra o pobre e aparece logo turba bem furiosa e 
Mais gente do que em conclave e mais participantes 
Do que em assembleia de cardeais para a 
Eleição do Papa e para acusar aparecem mais
Participantes do que no local onde se realiza
Assembleia em congresso e aparecem testemunhas   
Em depoimentos concludentes e decisivos nas provas
Que concluem contra o reto e a mais terminante das
Ameaças e a culpa não acaba e não há nada que 
Faça concluir e a mentira terminar com a falsidade
E ajustar definitivamente com o tratado de absolvição e
Resta deduzir que a verdade não compensa e resta
Saber se a liberdade faz inferir no caminho do 
Destino e acabar com o sonho e a conclusão que 
Chego é que os que choram não serão consolados e
Esta é a minha dedução e a tese que defendo e 
Este é o meu pensamento conclusivo e o bem-aventurado
Passa por maus momentos e a realidade mostra que 
É um conflito na sociedade a vida do bem-aventurado e
É uma guerra ser justo e uma briga gerada por discussões 
Injuriosas a tentativa de confabular e de conversar 
Reservadamente e trocar ideias e fica impossível 
A confecção do sermão da montanha e os pobres 
De espírito nem os céus os quererão e os que choram
Serão sempre escarnecidos e nunca vi ninguém 
Consolar um mendigo a chorar na rua e um menor
Abandonado e uma prostituta e uma travesti que se 
Vira na esquina e um órfão de guerra na África e um 
Refugiado de campo de flagelados e sobrevivente de 
Campo de concentração e só vejo é quem aumenta os
Choros dos que choram e todo manso sofre covardia
E só herda o medo e o ódio e a violência e a única
Terra que ele herda é onde ele serás enterrado e mesmo
Assim se pagar antes e os que têm fome e sede de 
Justiça nunca serão fartos principalmente se forem pobres 
E desempregados e sem tetos e sem terras e analfabetos 
E quanto aos nossos misericordiosos quais deles recebem
Misericórdias em retribuições? e é difícil o que faz o bem 
Ser pago pelo bem e principalmente num regime neoliberal
E num capitalismo selvagem e numa vil sociedade onde a 
Busca é só o lucro e os limpos de coração verão a Deus e 
Qual o ser humano é limpo de coração? só os que nasceram 
Sem coração e nasceram mortos e os pacificadores serão
Até chamados de filhos de Deus porém só por Deus pois 
Todo aquele que prega a paz nunca é respeitado 
E quando ele fala em paz o mundo já está em guerra
E é belo o sermão da montanha e cai bem na alma 
Tanto quanto uma roupa feita e terminada após prova 
No corpo e parcialmente a designação de confeccionar 
Um sermão assim não cabe a qualquer homem 
Comum e preparar obra de arte de tal quilate e dar
Acabamento e executar o que manda o texto 
Fica bem além das condições da humanidade e 
Nenhuma confederação tipo a de união de países 
Com política exterior comum mas com certa 
Autonomia interna e nenhuma associação de 
Federações estaduais de âmbito nacional e 
Interestadual sobreviveria se agisse de acordo 
Com os preceitos desse belo sermão e as instituições
 Extinguiriam-se pois não estão preparadas para tal grandeza. 

terça-feira, 2 de julho de 2019

Pink Floyd - Animals 1977 Full Album HQ

                     

E aguardo pacientemente a oportunidade de configurar-me; BH, 02301102000; Publicado: BH, 020702019.

E aguardo pacientemente a oportunidade de configurar-me
E dar forma à minha figura e representar bem o meu papel 
E tenho que sair do confim no qual encontro-me e do 
Extremo longínquo para aonde fugi e que são as fronteiras
Que distanciam-se e que confinam a alma iguais penas que
Consistem em obrigar o condenado a permanece dentro 
De certo limite territorial e aguardo confiante o fim do meu 
Confinamento e não suporto mais a minha mente confinante
E que limita-me e que quer enclausurar-me e confinar-me e
Tocar nos meus limites para encerrar a minha história e 
Defrontar-me comigo mesmo para que morra ao limitar-me
E não atingir a confirmação e não confirmar e nem afirmar 
Categoricamente e posso sim certificar-me e e posso sim 
Ratificar-me e demonstrar que posso aprovar aos que 
Cobram de mim e como irei sancionar-me e comprovar-me
Se não manter e nem conservar as provas do que sou? e 
Preciso ocorrer e verificar conforme o esperado e quem 
Espera em mim e acredita em mim sou eu quem obstrui a 
Confiscação do meu valor e a impedir a ação de confiscar o
Meu brio com o confisco do que ainda resta de bom em
Mim e todo aquele que vier aprender o que quiser em nome
Dum fisco ou dum regulamento quaisquer não encontrará 
Um confiscável fácil assim e faço esta confissão de coração
E quero confessar-me com a declaração de culpa e de 
Pecado e não calo-me e farei o sacramento da penitência
E da dívida como obrigação escrita por um devedor e não
Permitirei que seja a minha conflagração em devastação
Produzida por incêndio igual numa inquisição e farei a 
Minha revolução e a guerra generalizada contra os que 
Querem incendiar totalmente as florestas da gente e se 
Tiver de conflagrar de fato será para impedir os que querem
Fazer alastrar uma revolução ou guerra contra o povo 
Trabalhador e a mata não pode abrasar e o campo não 
Pode queimar e induzir a revolta campesina só se for por
Educação e convulsionar só se for por saúde e excitar só
Se for para aumentar a libido e porém conflitante é a elite
E abomino-a e incompatível é a burguesia e abomino-a e
O que está em conflito é globalização e quem sabe conflitar
É o neoliberalismo e cujo mundo todo está a brigar contra ele 
E está em oposição hoje é ser nacionalista e protecionista e
Ambientalista e conflituoso mesmo é a falta de escrúpulo do 
Poluidor do meio ambiente e dos caçadores de baleias e dos
Golfinhos e dos derramadores de óleos nos mares e não 
Quero nenhuma confluência com os matadores de focas ou 
Os traficantes de animais ou os que querem mudar o lugar 
Onde juntam-se dois ou mais rios e não quero ser confluente
De quem quer mudar o curso do rio que vai juntar-se a 
Outro e sou mais de deixar o afluente que conflui correr 
Para o mesmo ponto e confluir para o mar e afluir para o 
Oceano ou convergir para um lago e manterei sempre a 
Minha conformação ou a minha resignação com a humanidade
E pelo bem da humanidade e meu conformismo é pensar maior
Ou é ser o conformador pela sobrevivência ou é ser aquele
Que conforma com a salvação do planeta e a própria perdição
E que quer conformar com a natureza ou formar uma maneira
De viver melhor ou tornar-se conforme com a atmosfera e 
Concordar com a preservação e ajustar-me com a conservação 
E corresponder com a liberdade e identificar-me com a verdade
       E resignar-me com a justiça a cultura e a unificação dos povos.