terça-feira, 21 de junho de 2016

Fé e ousadia e audácia e coragem; BH, 0190602016.

Fé e ousadia e audácia e coragem,
Sabedoria e força; uma obra-prima,
Uma obra de arte, da altura de um 
Prêmio Nobel de Literatura; inspiração,
Criatividade, meditação, imaginação,
Pensamento e noção; argumento, 
Razão, percepção e intuição;
Palavra, letra, dialética, ética, diálogo,
Fim da ignorância, estupidez, arrogância,
Intolerância, bizarrice, bisonhice, 
Morbidez; mais discernimento, 
Conhecimento, mentalização, moderação,
Presença de espírito, ser, alma, ente,
Entidade, calma; identidade, personalidade,
Atitude, amor, paz, saúde, felicidade;
Verdade, autenticidade, sem orgulho, 
Sem soberba, sem vaidade; serenidade,
Orvalhidade, brisidade, neblinidade, 
Garoaidade e obliquidade; vento, muito
Vento a embalar de leve a brevidade; 
Concentração ao observar formigas,
Besouros, moscas, lesmas, lagartos,
Calangos, lagartixas, taruiras, borboletas,
Libélulas, aranhas, esperanças, grilos,
Gafanhotos, louva-deuses; concentração
De firmamento ao observar o céu azul, 
As nuvens, o sol, as estrelas, a noite, a 
Lua, os seres da noite, a madrugada e 
Os seres da madrugada; inteligência, 
Muita inteligência ao falar com a terra,
A água, o fogo, o ar, o mar, os rios, as 
Matas, as florestas, bosques, pântanos
E lodaçais; areias, areais, e areias movediças
Dos desertos e das dunas; e para contar as 
Ondas, as estrelas, os grãos, as sementes,
As raízes da natureza; e para cantar canções,
Cantigas, cantos, cantatas, cantilenas, 
Cantochões; e escrever poemas, poesias,
Sonetos e escrever sem saber o que,
Mesmo que para isso, seja necessário 
Morrer e matar nunca e sair da vida
Para entrar para a história, para poder 
Viver intensamente, o que não viveu-se em 
Vida: e é isso, só peço a Deus o impossível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário