sexta-feira, 3 de junho de 2016

Michel Temer o temeroso e fraco e vacilante e só está; BH, 030602016.

Michel Temer o temeroso e fraco e vacilante e só está 
Interinamente no poder, não por mérito próprio, 
Mas, por ser um bode expiatório, um quinta-coluna
Da burguesia fétida, da elite predadora, da plutocracia
Exploradora, da cleptocracia dominadora, para fazer 
Um trabalho sórdido, um serviço sujo, de dar um 
Golpe de estado e apear do cargo, a primeira mulher
Eleita, legitimamente, Presidenta da República 
Federativa do Brasil, a Excelentíssima Senhora, 
Dilma Vana Rousseff; e como é um ser sem 
Escrúpulo, desprovido de sentimento republicano, 
Vazio de teor democrático, sem voto, não tem 
Compromisso com a grandeza, Michel Temer, o 
Temeroso, apequena-se notoriamente e diminui o 
Brasil diante do mundo, com a sua podre vaidade 
De roedor; e rói e corrói a nossa democracia e como
Uma sanguessuga, suga o sangue da nossa cidadania 
E como um verme, infecciona a nossa soberania; e 
Como um coveiro, enterra a nossa Cultura, deposita 
Numa cova a nossa saúde e manda num esquife as 
Nossas conquistas sociais e faz dos direitos do povo 
Trabalhador brasileiro uma sepultura; asqueroso, 
Michel Temer, o temeroso,  junta-se ao que há de pior na 
Representação da direita, às mais nefastas políticas
Do atraso e do conservadorismo fascista; protetor
De bandidos veneráveis, corruptos consagrados, 
Corruptores notáveis e corrompidos morcegos 
Togados, abre as veias do país ao neoliberalismo
Selvagem; se não for detido imediatamente, nos
Levará a um período de trevas, mais maléfico e
Destruidor do que o da ditadura; ou todos 
Resistimos ao grupo desse crápula, ou não teremos
Condições de estudarmos a história contemporânea 
Brasileira: sentiremos nojo, asco, vergonha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário