terça-feira, 9 de agosto de 2016

Viver estupidamente e ignorantemente e bizarramente; BH, 050802016.

Viver estupidamente e ignorantemente e bizarramente, 
Bisonhamente, morbidamente e morrer, que graça
Há? viver indiferentemente, inutilmente, esterilmente,
Solitariamente, anonimamente e morrer, que razão
Há? viver selvagemente, violentamente, aceleradamente,
Nervosamente, angustiosamente e morrer, que valor
Há? viver obscuramente, obtusamente, ocultamente,
Tenebrosamente, terrivelmente e morrer, que luz há?
Viver erradamente, duvidosamente, falsamente,
Inadvertidamente, mentirosamente e morrer, que 
Certeza hã? viver perigosamente, furtivamente, 
Inconstitucionalissimamente, antidemocraticamente,
Injustamente e morrer, que segurança há? viver 
Imoderadamente, gulosamente, ansiosamente, 
Depressivamente, dolentemente, que cura há? viver
Tristemente, tristonhamente, chorosamente, 
Lamentavelmente e morrer, que alegria há? que 
Consolo há? viver insossamente, inodoramente, 
Insipidamente, destemperadamente, frivolamente
E morrer, que sabor há? viver irracionalmente, 
Aculturadamente, desmemoriadamente, apagadamente,
Nocivamente e morrer, que felicidade há? viver 
Ingloriosamente, preguiçosamente, desanimadamente,
Letargicamente, morosamente e morrer, que vida 
Há? viver inocentemente, ingenuamente, puerilmente,
Infantilmente, superficialmente e morrer, que 
Experiência há? viver casmurramente, taciturnamente,
Sorumbaticamente, meditabundamente, arriadamente
E morrer, que paixão há? viver marginalmente, 
Excluidamente, miseravelmente, pobremente, 
Abandonadamente e morrer, que satisfação há? viver
Toupeiramente, zumbimente, eletronicamente, 
Descartavelmente, grosseiramente e morrer, que 
Salvação há? viver desgraçadamente, tacanhamente, 
Infernalmente, rusticamente, grotescamente e 
Morrer, que absolvição há? nenhuma, só condenação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário