domingo, 13 de novembro de 2016

Precipício precipitado de voo cego; BH, 0180802016.

Precipício precipitado de voo cego
Em queda livre preso às correntes
De ar psicossomático;
De mergulho nas pedras vivas
Nada no rio de lava do magma do
Manto do peito da terra;
É o leite de seio de mãe solteira
Que lança o leite nas rochas e
Não amamenta os rebanhos;
E nada nasce da semente lançada
No deserto;
A letra não vinga
A palavra não brota
A oração não atinge o coração
A sentença não é o veredicto da frase
O período não tem parágrafo
O parágrafo não tem artigo
O artigo não tem teor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário