segunda-feira, 9 de maio de 2016

Não e não sou um ser coerente e em que há coerência; BH, 02401102000.

Não e não sou um ser coerente e em que há congruência,
Um ser côngruo; não, não sou um ser congruente, como
Na harmonia duma coisa, com o fim a que se destina; e 
Abomino por exemplo, o conjunto da Câmara dos 
Deputados e do Senado e reunião de delegados de 
Entidades, ou de pessoas bem especializadas em 
Determinados assuntos, só se for em benefício dos 
Povos da humanidade; e congresso, só o de representantes
De vários países para deliberar sobre assuntos de caráter
Internacional, o fim da fome no mundo; a paz em todas
As nações, banimento da miséria do meio dos miseráveis
E da pobreza do meio dos pobres; quero ver cada 
Congressista a apresentar a sua proposta de resposta, de 
Solução, a esperança congressional, para juntar, para 
Somar; para reunir-se para congregar forças, convocar 
Em nome dos deuses juntos para salvar a espécie, não 
Como membro de congregação religiosa, o congregado
Que prega a salvação da espécime e do próximo; e da 
Assembleia de prelados para tratar de assuntos relativos 
À cúria romana, associação de professores para tratar 
De assuntos relativos ao ensino, gera educação, 
Comportamento congratulatório e no que encerra a 
Congratulação de toda a sociedade; só sei regozijar-me
Com o bem e com a alegria de outrem, só sei felicitar a 
Ação dos outros e não sei congratular-me comigo mesmo;
Reconciliar-me com o meu eu e harmonizar-me com o 
Meu espírito, fazer as pazes com a minha alma, congraçar
Com os meus pensamentos, no meu congraçamento
Mental, pacificador de mim; é por isso que, sou esta 
Pilha de nervos, não sou conciliador do meu interior, um 
Congraçador do meu intimo; a congonha, que é nome 
Comum a diversas plantas semelhantes ao mate, da 
Família das aquifoliáceas, ocnáceas, celastráceas, voquiriáceas, 
Rubiáceas, icacináceas e solanáceas, têm todas mais 
Propriedades do que eu, descendente de congolês, originário
Congnès, sangue congolense, do Congo, da congada, da 
Negrada que fez história no Brasil e a história marginalizou
E deixou de fora da História e voltei para aderir à história 
Do negro, para pegar-me com os que desconhecem a 
Verdade e não querem conglutinar e nem ligar, igual a 
Substância viscosa, conglutinante, que efetiva e solidifica
A conglutinação que tentam esconder; não, não acreditem, 
A culpa não é minha, não sou um homem consequente, o
Que segue naturalmente, o que se infere e procede com 
Alguma coerência; não, não sou o consertador do que está 
Errado, tipo aquele que conserta o mundo, pois o universo
Não precisa consertar, reparar danos na imensidão, pôr em 
Ordem as coisas que já estão em ordem, arranjar os astros
Na desordem das constelações: o universo é perfeito; e 
Emendar os rombos dos buracos negros, remendar a 
Destruição da camada de ozônio, não sou de conserto, de 
Fazer reparo, a conserva em que mantenho-me está vencida
E o líquido e a calda em que conservam-me, como substâncias
Alimentícias, assim, conservadas, como conservação já estão
Superadas e não servem mais como provas de conservado e 
Que mantém o estado que lhe é próprio e que apresenta 
Menos idade do que tem; porém, já faço questão de ser um 
Destruidor do conservador; sou aquele que conserva a 
Cultura, o folclore, a tradição, os costumes, as tradições
E encarregado em conservação de museus e o indivíduo
Que opina pela manutenção da situação vigente, a opor-se 
À reforma e simpatizante do conservadorismo político, o 
Espírito de tradicionalismo e conservantismo de manter 
Sob rédeas os destinos da nação, não passam por minhas 
Mãos; destruo-os, quero é manter no seu estado atual a 
Cultura, impedir que se entregue a saúde e os prédios 
Tombados, não manter secreto o segredo e a mágoa e nem 
Guardar com cuidado na memória os nomes dos que 
Sujaram nossa história; e fazer durar o esquecimento deles
Para sempre, preservar a imagem deles no ostracismo e 
Impedir que se acabe a lembrança do que eles fizeram, 
Para que aprendamos a nos proteger, a permanecer imunes,
A ficar isentos e a resistir com a idade e cuidar para não 
Cairmos de novo nas tentações que, eles nos farão, ao 
Longo da vida, para voltarem ao poder e voltarem a 
Cometer as mesmas mazelas que querem, que é acabar 
Com os interesses reais de amparo e proteção ao povo da nação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário