segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Ignorar dói? gostaria de saber de verdade;

Ignorar dói? gostaria de saber de verdade 
E se ignorar, dói? pois, se tantas
Pessoas ignoram seus semelhantes,
Primatas, símios; tantas pessoas são
Indiferentes, desprezam, humilham,
Será que não dói? em mim dói, sou
Igual ao Saramago, não tenho um
Coração de ferro, o meu também
É de carne, e sangra todo dia; e
Penso que seja muito feliz, quem
Tem um coração de ferro, que não
Sente dor alguma, não chora nunca,
E não olha no fundo dalgum olhar; e
Penso que seja muito feliz mesmo,
Quem não honra ao próximo, e é
Um poço de ingratidão; e inda
Acredito que deve repousar a
Cabeça no travesseiro, toda noite, e
Dormir, em paz, igual a uma criança;
E creio que não guarda nenhum
Remorso, ou ressentimento, ou
Mesmo arrependimento; como que
Invejo essas pessoas duras, de
Pedras, estoicas: não pedem leite,
Não pedem água, mel, nada, e na
Boca guardam o gosto de fel;
Invejo essas pessoas que me fazem
Querer ser assim igual a elas; porém, 
Sou todo dolorido, cachorro vira-latas,
Que acabou de levar sova do dono,
Com cabo de vassoura; e jururu, como
Um falso malandro, que acabou de
Levar um sapeca ai,ai,ai da polícia,
Numa delegacia, numa tortura, e
Digo-vos, como dói ser ignorado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário