quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Alameda das Princesas, 756, 15; BH, 0150802012.

Sonho, que posso dizer sem sombras de dúvidas
E penso que, sem modéstia, que tenho o dom da
Sabedoria; o sonho é meu, a boca é minha e a
Cabeça é minha, posso dizer o que quiser, o que
Pensar e o que sonhar; e até escrever, a caneta
É minha, o papel é meu, então, posso escrever o
Que quiser; com pretensão, ou sem pretensão, se
Quiser pensar, posso pensar e chegar à conclusão,
Que sou sábio, sem provar nada e sem saber de
Nada; e ter o dom da sabedoria é ser igual ao
Sócrates, não gravar nada na pedra, não escrever
Nada e nem saber de nada; e é isso que me faz
Pensar que tenho o dom da sabedoria; sem tese,
Sem teoria, sem ensaio, sem poema e sem poesia;
E qualquer um pode pensar assim, é um direito e
Ninguém pode negar; da mesma maneira que digo
Que sou bizarro, mórbido, estúpido, cheio de
Aberração, também posso dizer que sou sábio,
Cheio de sabedoria; é um princípio meu e quem
Não gostar, é tirar as calças pela cabeça; quando
Digo que sou ignorante, ninguém contesta, mas,
Quando digo que sou sábio, sabiá cheio de
Sabedoria, o mundo vem abaixo; não sei é
Ganhar dinheiro, não sei é ser rico, empresário,
Banqueiro; mas sei como não deixar ninguém
Pobre e nem na miséria, é só ninguém ser
Banqueiro, empresário, empreiteiro; ou é só
Ninguém querer ser rico, pois, para alguém ficar
Rico, um grande número tem que ser pobre e
Miserável: sou ou não sou sábio? tenho ou não
Tenho o dom da sabedoria?

Nenhum comentário:

Postar um comentário