terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Não aprendi viver a vida; BH, 02301202012.

Não aprendi viver a vida 
E vivi muitos anos, sem aprender a viver;
Não aprendi viver a vida, como
Se deve ser para viver; e penso,
Que nasci, para não aprender a
Viver a vida; e não será agora, no
Descambamento da ladeira para o
Outro lado, que irei aprender; e não
Foi por falta de ensinamento, não
Foi por falta de conselho, ou de
Orientação; não aprendi a viver
A vida, por minha total falta de educação,
Estúpido de origem, ignorante de berço,
Não havia como aprender a viver
A vida; e preocupei-me com outras
Coisas, que não levavam a um bom
Ensinamento; preocupei-me com o
Que não deveria preocupar e me
Descuidei e todas as minhas construções
Sem alicerces, ruíram; e as minhas
Orações são de arrependimentos, de
Remorsos vergonhosos; não aprendi a
Viver a vida e vivo a procurar uma
Desculpa; e a pôr a culpa em algo
Por tudo ter dado errado e por ter
Feito tudo errado conscientemente;
E um pensamento leva-me a conformar
E a minha conformação vem confirmar,
Que foi deste jeito que vim à luz para
Viver; cada um tem um destino e o meu
É este, viver sem nunca ter que aprender
A viver a vida; é o meu fado de lufado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário