terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Que alegria é poder ler e ler José Saramago; BH, 01501202012.

Que alegria é poder ler e ler José Saramago
E é maravilhoso, fenomenal; e agora
Estou às voltas com a "Viagem do
Elefante" e fascina-me a maneira
Que José Saramago desenvolve a própria
Literatura; é um modo de escrever
Diferente e até faz-me rir, um fato
Que aconteceu; ao emprestar um
Livro de Saramago, a um advogado
Amigo e ex-funcionário da UFMG;
Ficou com o livro alguns dias e
Depois, veio sem demora devolver-me;
Indaguei: gostaste, doutor? não, não
Li, não posso ler um livro, cujo
Escritor, põe letra maiúscula depois
De vírgula; de nada valeu explicar,
Que era assim o estilo de José Saramago;
Teimou que o nosso gênio era
Analfabeto e não sabia escrever;
Uma outra curiosidade, aconteceu
No Rio de Janeiro e penso que
Já o narrei aos amigos, mas vou
Repeti-la; foi quando conheci uma
Enfermeira de nome Dulcineia; e com
Desenvoltura, danei-me a falar da
Del Toboso, namorada ilusória de
Dom Quixote; a enfermeira se
Enfureceu e as explicações foram
Vãs; e veio falar comigo o namorado
Da dita, um soldado da PMERJ; que
Negócio é esse que falaste de
Dulcineia? expliquei e expliquei e
Expliquei; e retratei-me e pedi perdão
E desculpas e por pouco a contenda
Não teria sido maior; enfim o policial
Resolveu acatar as minhas argumentações
E pude respirar aliviado pela Dulcineia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário