sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Meus recursos são escassos; BH, 02701201999.

Meus recursos são escassos,
Não posso dizer:
Levanta-te e anda;
Só por ser um vil humano,
Já sou limitado, e frágil;
Não posso dizer:
Abra os olhos, e veja,
Decreto o fim da miséria,
Da pobreza, e da desgraça;
Decreto o fim da burguesia,
Da elite, e da classe política;
Todo o povo agora,
Vai ser saudável, e forte,
Ter educação, e comida,
É o fim da solidão;
Não serão mais os ministros,
Deputados, e senadores,
Vereadores, e prefeitos,
Presidente, e governadores,
Que usufruirão das mamatas,
Mordomias, e maracutaias,
Benefícios, e aposentadorias precoces,
Títulos vitalícios,
E cargos de marajás;
Decreto que agora,
O povo também vai participar,
O povo também vai ter,
Que usufruir de tudo,
Que faz bem aos ricaços,
Endinheirados, e aproveitadores,
Sonegadores, e especuladores,
Corruptos, e corruptores;
Meus recurso são parcos
Não posso dizer,
Mas posso sonhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário