quinta-feira, 2 de maio de 2013

Feliz de quem pode mostrar um trabalho; BH, 0190502001.

Feliz de quem pode mostrar um trabalho,
Uma obra e tem a coragem de tentar conseguir,
Num espaço tão difícil, quanto é hoje, a luta pela
Sobrevivência; feliz de quem tem uma profissão,
É um artesão, e sabe fazer com a mão, o pão,
O chão, o grão; feliz de quem não diz não em vão
E infeliz de quem diz sim assim, ao pervertedor;
Ao corruptor ruim, desmoralizador chinfrim e que
Com qualquer vento, desmonora facilmente e segue
Desmonoradiço de ânimo perdido, sem desmolir os muros
De dentro de si; e sem desmurar a desnacionalização,
Que querem impor à nação; meu Deus não sei não, meu
Bem também não, pois o desnalgado, desancado, de nádegas
Pequenas e desnarigado, tal ao indivíduo a quem falta
O nariz, ou ao que o tem excessivamente pequeno, ou a
Alguém que o quis cortar, arrancar e desnariga, vide a
Inquisição e a desnasalação letal; e a denalização fatal,
O desnasalar terminal e sem deitar uma nasalação explicativa,
Ao perder a nasalidade natural; a lua pôs banca, pões uma
Também, se se diz ao desnasalizar real e igual, disse Ênio:
"Moritus antiquis res stat romana viris que": se Roma
Existe, é por seus homens e seus atos; o Brasil está a deixar
De existir, por falta de homens de atos e presteis atenção,
Se algum político do PSDB, Partido da Socia Democracia
Brasileira, comparsa de FHC, vulgo Fernando Henrique Cardoso,
Aécio Neves e outros entreguistas; e do PFL, Partido da
Frente Liberal, de ACM, Antônio Carlos Magalhães,
Francisco Dorneles, Paulo Souto; e demais fisiologistas, e
Se algum político do PPB, Partido Progressista Brasileiro,
De Paulo Maluf, e imagineis, Paulo Maluf, a quem FHC
Deu margem para falar mal dele na mídia; e se ainda, do
PTB, Partido Trabalhista Brasileiro, consegue ser eleito
Nas próximas eleições de 2002; poderemos assinar o nosso
Atestado de óbito e o do Brasil; presteis atenção, não vos
Deixeis enganar, políticos desses partidos, só querem nos
Roubar; político bom e honesto, milita em partido bom e
Honesto e eles não se preocupam nem com as nossas águas
E nem com as nossas energias; eu rio, tu riachos, ele lago,
Nós oceanos, vós regatos, eles riacham; eu lago, tu lagoas,
Ele mar, nós corregos, vós açudes, eles cachoeiram; salvemos
Nossas águas das mãos de corações desertos, que querem
Nos desmastrar, tirar os nossos mastros e desfazer os laços da
Fita de nossa esperança; querem a nossa desnatação, acabar
Com o nosso leite, tirar nossa gordura, tal o desnatar um leite,
Ao transformá-lo vagabundo, para vendê-lo barato; e por estar
Doente, pretendo esmiuçar-me e fazer o mesmo ao esmiuçar
Meu ser, sem querer saber, o que o do radical leva no acento
Agudo, nas formas rizitônicas e a minha vida não melhorará;
Desmiuças e a tua também não, então, em que evoluirei ao saber
Essas regras? já a desmilitrização, a ação de desmilitatizar, de
Licenciar a tropa, pode me interessar: o militar não faz nada
Para engrandecer a minha cidadania; não impede o total
Desrespeito da minha soberania; não combate e nem acaba
Com o tráfico de armas e o de drogas; e muitas armas apreendidas,
Com traficantes e com policiais criminosos e militares bandidos,
Que são desviadas das própria forças armadas, voltam aos crimes;
Os que não impediram a destruição da Amazônia e a dizimação dos
Índios e ganham altos soldos, status, poder, influência, de graça
E sem prestar um único benefício ao povo, à nação, ao país, ao
Brasil, é melhor acabar; e fluir pelas ondas, igual as da espécime
Das desmidiáceas, família de algas e a todo desmidiáceo e a ele
Relativo; perdoeis-me a desmesura, a falta de cortesia e a
Indelicadeza, mas quando sinto meu povo no sofrer, nas mãos de
Bandidos e assaltantes, nas mãos de sequestradores e
Ladrões e nas mãos de políticos corruptos e de presidente
Desmerecedor e vice indigno, onde o que impera é a corrupção, o
Lucro fácil, a maracutaia, a mordomia, a mamata, a jogatina e o
Povo não tem um amparo contraditador? não ter um caráter desmentidor,
Para fazer um desmembramento, um desligar, um desmembrar dos
Membros desse governo, enquanto inda houver tempo de salvar o
Brasil; contrário, será o caos, se não houver uma desmembração
Urgente, a separação dessa parte desse todo de tudo que comendam,
Será a nossa degeneração; e a partilha e a divisão dos nossos bens,
Serão os nossos desmembramentos próprios, o definhamento da
Pátria; o raquitismo dos valores e dos princípios e a nossa adjetivação
De povo desmedrado, será de povo definhado, raquítico, mirrado,
Enfezado e que nunca procura desmelindrar-se dar satisfações ao
Desmelindrar e ao desagravar pela falta de saúde, educação, transporte, salário digno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário