terça-feira, 4 de junho de 2013

Não tenho combustibilidade e não tenho a qualidade do combustível; BH, 0270102001; Publicado: BH, 040602013.

Não tenho combustibilidade e não tenho a qualidade do combustível, 
Nem a propriedade de arder, queimar, gerar calor e 
Não tenho o fogo de Prometeu; Prometeu roubou-o, e quem teve o
Fígado devorado, enquanto acorrentado num
Penhasco, fui eu, o abutre, que não serviu nem para
Combusto, o poste de iluminação pública, usado em
Praças e jardins públicos, antigamente; quem foi
Condenado, fui eu, que não servi para lampião;
Meu teor combustivo não é inflamável, não serve
Para combustar, combusir, queimar, o fogo é de palha;
O fogo é de gelo, de neve, de cemitério, não serve
Para combustar e aquecer os casebres e nem para
Conjugar, é verbo defectivo e só se conjuga nas pessoas
Em que o (i) é tônico: combusimos, combusis, combusia,
Combusias, etc, e já se pode usar nas terminadas
Em (e): combure, comburem; é como a duna, que de
Montículo de terra e areia, vira um grande cômoro, um
Alto combro de mistério e segredo e silêncio; de ser comborço, de
Indivíduo amasiado, reles, ordinário, melhor a Combretácea,
A espécime das combretáceas, família de plantas dicotiledôneas,
Das regiões tropicais, a que pertencem a amendoeira, é
Um belo tesouro combretáceo; é sina de navio que escolta
Outros, é o guia de comboio, é o comboieiro melhor do que
A traição combinável, do mal que se pode combinar; do que o conluio
Combinatório, cheio de várias combinações sórdidas, fúnebres;
E só o combinador é o mais combatível, o sujeito a ser combatido
E passa sem ser discutível, longe, batido, esquecido, abalado e
Combalido, com a alma refugiada na comba, no vale
Que se vai a elevar entre montanhas; e para comanditar,
Para encarregar da administração dos fundos, como em
Uma sociedade em comandita, não aparece comandância;
Fica vago o cargo de comandante e no final, comachesco,
E só quero coma comandaíba, nome de uma planta
Da família das leguminosas; "ex-abrupto", inesperadamente,
Sem preparação independente, cai na colza, na variedade
De couve, que serve de forragem no inverno e cuja semente
Produz um óleo, um colutório, igual a qualquer líquido
Medicinal para as mucosas da garganta: é a decifração
Do colunelo, marco da coluneta estreita do coluro,
De cada um dos dois meridianos que passam um pelos
Pontos equinociais e o outro pelos solsticiais; no colunário
Espacial, em que há colunas representadas, na constelação
Colunar de trilhões de outros columins, de dentes
Que nascem em cavalgaduras quando atingem a idade de
Cinco anos; o columeliáceo, relativo à família das Columeliáceas, da
Columeliácea, de espécime de plantas dicotiledôneas; é a
Bela columela, a beleza da constituição da coluna
Formada por um prolongamento real, ou ideal
Do eixo da flor além do nível em que estão
Inseridos os carpelos e o eixo inferior nas conchas
Univalves; e lembro-me do Roberval, filho do meu tio Miguel Medina, penso
Que ele era columbófilo, gostava de criar pombos, não sei
Se eram pombos-correios; ele porém, era colombófilo, adepto da
Columbofilia, tinha a arte da criação, tinha a colombofilia;
Era columbino, lá no quintal dele, vivia pomba inocente
E o final columbiforme, espécime dos columbiformes, ordem
Das aves de bico intumescido na base, de asas arredondadas
E torsos emplumados, era a panela, ou o forno e
Acabava-se assim a columbicultura, a criação do Roberval Medina,
O único columbicultor, "columbi", do latim "columba", que 
Conheci, ele era meu primo, escreveu um livro, parecia
Um columbário, entre os romanos, edifício cavado na rocha,
Ou subterrâneo, e guarnecido de nichos destinados a
Receber urnas funerárias; provido de pombal onde se
Conservam as cinzas funerárias; "ex-abundantia
Cordis os loquitur", a boca fala do que é abundante
No coração, livras então o teu ser de todo colubrino, de
Tudo que te possui, relativo, ou semelhante à cobra;
Esqueças a colubrina, a briânia, antiga peça de artilharia,
Espada antiga de lâmina sinuosa, e excluis "ex aequo",
Com igualdade o colubrídeo, espécime dos Colubrídeos;
Família de ofídios, geralmente não peçonhentos, de
Dentes iguais, ou os posteriores um pouco maiores; e "ex-cathedra",
Em virtude, e autoridade da cátedra,
Evitas colubrear, "excelsior", mais ao alto, colubrejar, colear
Como a serpente; e de "ex-corde", de coração, sinceramente,
Tudo que tem forma, e traçado de colubreado, folgar no
Coltar, no alcatrão produzido pela destilação da
Hulha, as fezes do gás, no breu, no coaltar, esquecer
Na Cólquida, no país fabuloso da Ásia do Cáucaso,
Célebre pela fábula do Velo de Ouro, pele de carneiro,
Mas de ouro, roubado por Jasão; e cura com cólquico, a
Planta medicinal da família das Liliáceas e livre as
Mulheres do colposcópio, aparelho pelo qual se observa
As lesões cancerígenas do colo uterino; livras as
Mulheres da colposcopia, método diagnóstico de
Combate ao câncer do colo uterino, livras Deus
Meu, as mulheres de todo tipo de câncer; já sofrem
Com o ciclo, com a gestação, amamentação, a
Cuidar da casa, criação dos filhos e ainda vem
O câncer no colpo da vagina, a colpite na bainha,
A vaginite; que seja sadio o colostro, o primeiro
Líquido segregado pela glândula mamária após
O parto e da colostração também, a doença do recém-nascido,
Que se atribui aso colostro; meu Deus, livras
Também da colostomia, a abertura cirúrgica do cólon,
Para derivação do trânsito intestinal; venha Deus
Meu, colorizar nossa vida, colorir nosso sonho; fazer
Com que saibamos aceitar a colorização, a manifestação
De uma mudança de cor no nosso destino; e dai-me
Senhor, a luz do colorista, do pintor de colorido
Brilhante e de escritor brilhante e imaginoso; e
Faça de mim um adepto do colorismo, desse sistema
De escola, que sabe usar o colorímetro, o aparelho
Que serve para medir, poe comparação a intensidade
Das cores em relação a um padrão; e cria em mim
Um coração colorífico, que produza cor, exempligratia,
Por exemplo, de "colri" do latim "color, ores", para que eu
Veja o colorear da minha áurea; o colorir da minha
Alma, o colorar do meu espírito, o tingir de vermelho
Do meu sangue na coloratura, na designação
Das vocalizações, das variações de voz e acordes, sem
Letra, quase sempre a cargo de soprano, para
Corar no coro, embelezar, ao aprimorar este verbo, bem como
Eram considerados defectivos; hoje são conjugados normalmente,
Em todas as pessoas, e modos: coloro as flores, coloras o céu, colora
O horizonte, coloramos a vida, colorais o universo, coloram as estrelas;
Colore o corpo, colores a voz, colore o riso, coloremos o planeta, coloreis
O mundo, colorem a terra; deixas que coloro minha parte;
Colores o teu lado, colore do lado de dentro, colorimos todos
Juntos, coloris uns aos outros, colorem o infinito; colora sem
Pensar, colora sem falar, colora ao imaginar, coloramos
Com sabedoria; colorais como os sábios, coloram os obedientes
Com corante que colora eternamente, o colorante incolor;
E uma colopatia, a moléstia do cólon, com a coloquíntida,
Planta medicinal, colocíntida, da família das Cucurbitáceas; o
Restante parece ser colonizável; só os velhos são mais bestas
Quadradas, esperam mais da morte do que da vida, não souberam
Esperar como uns colonizados, o cumprimento da colonia do
Contrato entre os colonos, eles, e o proprietário de tudo: Deus.(2)

Nenhum comentário:

Postar um comentário