terça-feira, 30 de junho de 2015

Rio Grande do Norte, 916, 58; BH, 0110702012.

A melhor coisa é escrever, meu Deus
Do céu, como fico feliz quando escrevo;
Se pudesse passar o que sinto,
Quando escrevo, as letras teriam
Que ser infinitas e as palavras
Eternas; é maravilhoso demais
Escrever, encher os pulmões de ar,
Esvaziar a mente dos pensamentos,
Até não encontrar mais nada,
Para passar para as paredes das
Cavernas; podeis perguntar a
Qualquer pichador, que age
Na calada da madrugada,
Nos lugares mais recônditos, a
Deixar as suas marcas, se há
Coisa melhor do que pichar?
Responderá que a vida dele é a
Pichação; e se alguém me perguntar,
O que há de melhor do que escrever?
Com certeza, não saberei responder;
Não conheço outro maior prazer,
Nem nas mulheres, encontrei gozo
Tão igual; e percebeis que as
Mulheres, para mim, são sagradas;
Mas, entre as mulheres e o escrever,
Fico com o escrever; primeiro que
As mulheres não me querem e o
Escrever não pode me escolher,
Eu que sou o que o escolhe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário