terça-feira, 28 de junho de 2011

Estou tão fora do tempo; BH, 0240501999.

Estou tão fora do tempo,
Tão deslocado do espaço,
Que nem sei que dia é hoje;
Marquei no papel, vinte e
Quatro de maio de mil
Novecentos e noventa e
Nove; porém, não tenho
Como confirmar, que dia é
Hoje; espero que seja, vinte
E quatro de maio de mil
Novecentos e noventa e
Nove, mesmo, para ficar
Tudo certo; se não for,
Que desculpe-me o leitor,
Se um dia houver um que
Faça questão, mas ele não
Vai ficar a saber, quanto é
Hoje do mês; terça-feira,
Eu sei que é, pois ontem
Foi segunda, e antes de
Ontem foi domingo; estou
Tão fora do tempo, tão
Fora de época, de era e de
Moda, que nem sei, qual é
O meu papel, nesta vasta
Engrenagem que move a
Humanidade, em busca do
Amor, da felicidade, da paz
E da razão; torço com o fim
Das guerras e da perdição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário