terça-feira, 28 de junho de 2011

O mar soprou; RJ, 0230501997.

O mar soprou,
Sobre nosso amor,
A brisa mais fresca,
Que a noite de verão,
Poderia ter;
Na hora exata,
Em que recebia,
Em minha boca,
O beijo cheio de desejo,
De tua deliciosa boca,
Ávida de beijo;
Melhor não poderia ser,
Passar assim a noite,
Juntinho de ti;
Agarradinhos à beira-mar,
Sem nada para separar,
Sem nada para perturbar;
Só no ouvir do vai e vem,
Das ondas do mar,
Que vêm espiar,
A brincar com a noite,
Nesta alegre canção,
De embalar amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário