quinta-feira, 30 de junho de 2011

Que pena, vou chorar; BH, 0260501999.

Que pena, vou chorar,
Não sou uma árvore,
Não tenho tronco,
Nem galhos e nem folhas;
Sou afilo, não sou uma flor,
Não tenho caule, nem pétalas,
Perfume e pólen, néctar e fragrância;
Só me resta chorar; não vivo numa
Mata, numa floresta, bosque ou
Jardim; coitado de mim, não sou
Capim, uma grama verde, um capim
Colonial; e quero afiliar-me,
Associar-me à uma sociedade,
Ou corporação que transforme,
As pessoas em plantas, folhas e flores;
Quero filiar-me a uma entidade, que
Transforme a humanidade, em um
Belo jardim, um pomar cheio de
Árvores; e a afiliação deve ser geral,
Com todo ser humano a querer se
Transformar, numa flora natural;
Cada uma mais perfeita, cada uma
Mais bela, com mais perfume,
Com mais sabor que a outra;
Não vou chorar mais, não;
Uma abelhinha voou rente ao
Meu olhar; será que ela confundiu-me
Com alguma rosa?

Nenhum comentário:

Postar um comentário