quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Mortos no mundo de gente morta; RJ, 050601980.

Mortos no mundo de gente morta; 
E uma catinga sem tamanho; uma nuvem negra de
Moscas e mosquitos e urubus e abutres; um único
Quadro macabro e amargo; não podemos deixar que
Isso aconteça; é preciso impedir tanta morte; o homem
Precisa aprender a nascer para viver e não a nascer
Para morrer; por coincidência, hoje, é o dia
Internacional do Meio Ambiente; não devemos deixar
O meio ambiente morrer; precisamos conservar e
Lutar pela Amazônia e todas as suas raízes;
Precisamos lutar pelos índios e conservá-los
Também no seu meio ambiente; precisamos plantar
Mais árvores e mais flores e mais plantas e mais
Gramas e mais tudo; quero ver cada vez mais
Pássaros e borboletas e aves a voar pelo ar; quero
Ver este céu cada vez mais azul; deixar a natureza
Do jeito que ela é; deixar os besouros e os calangos
E os lagartos e todos os bichos que existem; deixar
O vaga-lume e a coruja e os morcegos também;
Deixar todos eles vivos; se continuarmos com o
Extermínio desses seres, vai chegar um dia que só
Vamos vê-los em museus; precisamos salvar as
Baleias e as focas e os golfinhos e todos os
Peixes que existem nos mares e todos os peixes que
Existem nos rios; precisamos salvar dos circos
E dos jardins zoológicos os animais selvagens;
Odeio os circos e os jardins zoológicos; os
Animais vivem presos e fora de suas origens;
Longe da terra e da mata e morrem de amargura;
É preciso uma lei rígida, que proíba a prisão
E o extermínio de qualquer tipo de animal; é
Preciso acabar com esses circos e esses jardins
Zoológicos criminosos e abandonados; deixam
Os pobres animais à mercê dos seus carrascos,
Sujos, com fome, doentes e maltratados; é
Realmente um crime; e deixo aqui o meu
Protesto veemente: pela conservação da
Natureza; pela conservação do meio ambiente;
Contra a prisão e extermínio de qualquer tipo
De animal; pelo socorro às baleias e às focas e aos
Golfinhos e aos pinguins; contra qualquer tipo de
Caça e contra os caçadores; contra a derrubada
Das matas e contra a emancipação dos índios;
Pela conservação dos passarinhos, conservação

Nenhum comentário:

Postar um comentário