sexta-feira, 20 de maio de 2011

Perdi o prazer; RJ, 0170601997.

Perdi o prazer,
Prazer de escrever,
Prazer de viver;
Tudo para mim agora,
É difícil e tortuoso;
Não tenho mais facilidade,
Não tenho mais felicidade,
Acabou-se a inspiração,
A fonte secou-se,
Acabou-se o prazer;
Não tenho mais amor,
Acabou-se a paz;
Agora é uma guerra,
Para escrever um poema,
Que tenha alguma utilidade,
Que traga alguma mensagem,
A quem precise e necessite,
De alguma forma de amparo,
De hipnose, e fuga, e ajuda, ilusão;
Ou uma mágica nova,
Um novo caminho,
Para a posteridade,
Um caminho de prosperidade,
Sem espinhos e pedras,
Sem guerras e dissabores;
Perdi o prazer mesmo;
Tu adivinhastes, percebestes nas
Minhas maneiras, nos meus atos;
Perdi o prazer mesmo,
Terei que tomar novo fôlego,
Para poder encontrar,
Uma nova forma de viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário