quinta-feira, 22 de outubro de 2015

MIKIO, 28; BH, 0110202013.

Vamos  guardar lágrimas para o nosso
Futuro, muitas lágrimas; cada coisa
Tem seu tempo, no seu devido rigor
E o futuro será o tempo das lágrimas;
E se nós não guardarmos as nossas
Lágrimas, precisaremos de lágrimas
Alheias, de semelhantes e até de
Dessemelhantes e de parentes; repito
A todos, vamos guardar lágrimas
Para os tempos vindouros; não as
Gastemos, todas elas, com coisas
Vãs; o futuro será de choro, choro
Por nossos vivos e choro por nossos
Mortos; arrumemos uns vidrinhos,
Choremos e as lágrimas colocaremos
Nesses vidrinhos; vamos precisar de
Muitas lágrimas no nosso futuro e
Quem não as tiver, não sei como
Será para chorar por si e pelos
Outros; ai de quem não tiver lágrimas,
Quando estiver sozinho, no escuro
Dum quarto, jogado num chão, sem
Móveis, sem ninguém; ai de quem
Não tiver uma alma para chorar por  
Si no futuro; quem não tiver um
Espírito para fazer companhia e
Carpirem juntos, ai; é tempo de
Guardar lágrimas, muitas lágrimas,
Muitas lágrimas em todos os
Recipientes das casas, vasilhas e
Frascos; vamos estocar lágrimas
Para os tempos secos, áridos,
Desérticos; não termos como pedir
Lágrimas emprestadas, como se
Pede azeite, óleo, água; ai de quem,
No futuro, sozinho querer pensar
Em si e não conseguir, pois, se
No presente nunca pensou em
Ninguém, sem lágrimas, terá
Apenas que ranger os dentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário