terça-feira, 20 de outubro de 2015

MIKIO, 35; BH, 0120202013.

Quando será que me conscientizarei de verdade,
Sem meias palavras? quando será que me
Conscientizarei e apresentarei em meus atos,
A postura, a atitude da minha conscientização?
Quando será que demonstrarei o produto da
Minha consciência? pois, nesta questão, inda
Estou a engatinhar, estou a andar de gatinhas
Neste quesito de ser consciente; não tenho e
Nem tomo consciência de nada que órbita ao
Meu redor; e preciso mudar esta concepção,
Mudar esta intuição e percepção; e isto é
Pior do que viver alienado, indiferente e num
Mundo moderno, quem vive assim, não vai
Para a frente; e é necessário, pelo menos ter
Consciência de si mesmo e se não puder,
Ter a consciência universal; e é o que eleva
Verdadeiramente o ser, é a sua consciência e
Quero possuir uma, já está a passar da hora,
Devido ao avanço da minha idade; e morrer
Inconsciente é o que menos quero, quero
Morrer é lúcido, sóbrio, ciente da vida que
Levei e da morte que encontrarei; e que
Seja isto um fato determinado, um ato de
Grandeza, de honra e uma atitude nobre de
Um plebeu; é um comportamento que quase
Não se ver hoje em dia, pois, apesar de ser
Cobrado no currículo, penso que poucos
Apresentam tal gabarito; e é um gabarito
Imprescindível, do qual, todos deveriam
Correr atrás, para possuírem consciência;
A palavra inteira, o marco que pretendo
Tomar a partir do marco deste momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário