segunda-feira, 5 de junho de 2017

Antigamente dizia-se: o salário do pecado é a morte; BH, 0280402017.

Antigamente dizia-se: o salário do pecado é a morte,
Hoje, adapto esta frase para: o salário de quem não 
Estudou é a morte, a mais vil das morte, isto com 
Raríssimas exceções; quem não estudou, geralmente,
Tem que sair de casa de madrugada para trabalhar, 
Com chuva, ou sem chuva, com frio, ou sem frio; 
Quem não estudou, anda de ônibus cheios, enfrenta 
Usuários maus humorados, motoristas inescrupulosos, 
Cobradores sem educação, assaltantes nos pontos, 
Ou dentro do ônibus, duras das polícias sem motivos; 
Quem não estudou é mal remunerado, trabalha em 
Empresas picaretas, é explorado ao máximo, quase 
Sempre está duro quando vai trabalhar, ao laser, ou 
Quando volta para casa; quem não estudou depende
Do SUS, mora longe, não tem conforto, não é feliz,
Em suma, vive mal e porcamente na miséria, na 
Desgraça e na pobreza; quem não estudou, não 
Tem cabeça sã e o corpo padece mais ainda; e quem
Não estudou é estúpido, ignorante, idiota e imbecil;
Fala pelos cotovelos, fala mal, não tem educação,
Discernimento, moderação  e não tem cultura; quem
Não estudou peca mais do que qualquer outro tipo 
De pessoa pecadora, não aprende a viver, não 
Aposenta-se, não tem saúde, nem ânimo de espírito,
De alma e de ser; e é triste quem não estudou, é 
Medíocre, taciturno, soturno, rotundo, grotesco, 
Bronco e é visto de longe pelo mau comportamento,
Maus hábitos e no fim do mês, para quem não 
Estudou o salário é de morte, senão a própria morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário