segunda-feira, 31 de março de 2014

Para que fazer as coisas com ansiedade e com pressa?; BH, 01201202013.

Para que fazer as coisas com ansiedade e com pressa?
Para que angústia e agonia e desespero?
É preciso que a calma entre na alma
E a serenidade no espírito;
Não importa se o outro é deprimido,
Ansioso e desesperado e apressado;
Ceda a vez para quem quer morrer na frente,
Ceda a vez para quem tem pressa em morrer,
Em correr para a morte;
As conquistas que são prioridades da luta,
Ninguém quer mais saber;
Por mais que as cadeias estão superlotadas,
Mais crimes são cometidos
E muitas vezes por reincidentes,
Ou os que a justiça de alguma forma,
Livrou das grades;
E o cara insatisfeito com a liberdade,
Faz de tudo para ser preso de novo;
E a consciência,
Que é a base da sobrevivência,
Com a educação e a cultura e a saúde,
Não se faz mais questão
E não importa-se com a razão;
E a Política,
Que aquecia os debates,
Jaz esquecida;
E os falsos políticos apoderam-se da política,
Como os falsos profetas da religião:
Tudo virou questão pessoal
E deixou-se de lado a questão social;
Põe-se soda cáustica em leite e muçarela,
Desvia-se verba da saúde,
Paga-se com dinheiro da educação,
Espaços na grande mídia
E fazem-se isso como se todos estivessem num paraíso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário