segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Alameda das Princesas, 756, 30; BH, 0230802012.

A humanidade, a raça humana, o ser
Ser humano, só não foram extintos, ainda,
Devido aos infalíveis; como aprendemos
Que não há infalíveis, na verdade,
Existem e são justamente os
Infalíveis que impedem o fim das
Espécies; e são infalíveis por que são
As pessoas certas, que estão no lugar
Certo, na hora certa e dão continuidade
Ao desenvolvimento e é evolução; e a
Maioria dos infalíveis, geralmente é
Anônima, despercebida, desconhecida;
Os infalíveis passam incólumes, não
Fazem o normal, o mais do mesmo, inovam,
Modernizam; não são burocráticos, nem
Tecnocratas, rotineiros e nas artes,
Não podem falhar; carregam nos ombros
Responsabilidades ancestrais de gerações
E gerações passadas e têm que garantir
O futuro de gerações e gerações vindouras;
Sem os infalíveis nós não existiríamos
Aqui, o planeta já teria saído de órbita
E o universo se fundido com os demais
Universos; são os infalíveis que mantêm
Os equilíbrios dessas coisas para que
Não se choquem com o caos e se destruam;
Os infalíveis pensam, raciocinam, meditam,
Usam da lógica, da ética pelos infalíveis
E pelos que eram, são e serão; e quando
Morre um infalível, deixa tudo engatilhado,
Para que nada saia do trilho na ausência;
E para que tudo continue nos conformes 
E tal falta nem seja notada; bem-aventurados os
Infalíveis, pois, são dos infalíveis as sobrevivências
Do ser humano, da raça humana e ada humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário