terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Alameda das Princesas, 756, 37; BH, 0270802012.

Ingratidão, que palavra mórbida, fatídica,
Como alguém pode abrigar no peito tal
Coisa? ingratidão, como alguém pronuncia
Tal palavra? e é justamente o que a
Humanidade carrega no seio, a ingratidão
Sem limite; o ser humano é ingrato e a
Raça humana mais ingrata ainda; não sei
Nem explicar a causa desse fenômeno no
Nosso meio; não sei de onde vem comportamento
Tão desigual; ingratidão, será que carregamos
Na alma sentimento pior do que esse?
Nós que recebemos tanta perfeição para
Nossa sobrevivência e somos tão
Imperfeitos; toda perfeição do universo
Gira em torno do nosso benefício e
Nem sequer reconhecemos isso; se
Não fosse a perfeição universal, nós
Não existiríamos; que ingratidão
Trazemos dentro do peito com todos e
Com tudo que deveríamos ser gratos,
É uma pena não sabermos reconhecer;
Mamãe sempre me dizia que, a minha
Avó falava que, a mãe dela, minha
Bisavó afirmava que, nunca deveríamos
Ser ingratos de forma alguma; e confesso
Que, o meu maior medo, é de agir com
Ingratidão com alguém que me fez
Gratidão; confesso que, nunca quererei
Ser ingrato, nem com a natureza, nem
Com o universo; e isto faz-me sentir
Bem comigo mesmo, faz-me sentir
Esclarecido, evoluído e com uma boa
Sensação de sensatez dentro do ser;
E percebo que não sou nem ingrato
E nem insensato, apesar de algumas
Pessoas chamarem-me de chato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário