quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O tempo que passo; RJ, 0130501981.

O tempo que passo
A perder tempo,
A matar o tempo,
Não é tempo;
O tempo que passo
À toa e inútil,
Sem fazer nada,
E sem criar nada,
Não é tempo;
É uma perda,
Uma ilusão consciente;
Já perdi tanto tempo,
E à toda hora,
Perco mais um tempinho,
Sem tempero,
Sem amor,
Sem paz
E sem dinheiro;
Sou um perdedor de tempo,
Um perdido na vida,
No ar e no espaço;
Se conseguisse,
A evolução da mente,
Da alma e do espírito,
Da inteligência e do ser;
E se conseguisse
Progredir e refletir
Sobre o meu tempo,
Sobre o nosso tempo,
Não teria perdido
Tanto tempo;
O tempo que perdi,
Custou-me uma vida inteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário