sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Fiquei até bonito; BH, 0401101999.

Fiquei até bonito,
Coberto com o acangatara,
Penacho colorido,
Enfeite de penas,
Adorno para a cabeça,
Que os índios usavam,
Nas suas solenidades;
Fiquei até parecido com índio,
Com o canitar,
Em cima da cabeça;
Participei até da caça
Do acanguçu, animal carniceiro,
Da família dos felídeos,
Também chamado onça pintada ou
Jaguar da selva,
O canguçu acangulado,
Que tinha os dentes salientes,
Como o peixe cangulo;
E não me causa timidez,
Falar estas coisas,
Pois o que mais
Quereria ver, era
O índio em seu lugar,
Sem ninguém mexer
E nem incomodar,
O índio livre e feliz;
E a não sofrer o efeito acanhoador,
Que a cultura branca,
Tenta impor a ele;
Chega de impor
Acanho aos índios;
Deixe-os sem acanhamento,
A viver sua cultura,
A gozar suas tradições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário