sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Não suporto mais; RJ, 0140501996.

Não suporto mais,
Tamanha passividade;
É muita falta de vontade,
De energia e calor;
Muita falta de ânimo,
De coragem e fervor;
O que acontece,
Todo mundo aceita;
Cadê a indignação?
Cadê a provação?
Acabam com tudo,
E ninguém estende a mão,
Ninguém lança uma pedra,
Naquela direção,
Ninguém dá um tiro
Ou mesmo um tapa sequer;
Não existe reação,
É o mesmo imobilismo,
O mesmo faz de contas,
A mesma promessa;
Já estou acostumado,
E só gostaria de saber,
Quando passa essa onda,
Quando sairemos dessa;
Será eternamente,
Não é possível;
Temos que virar a esquina,
Virar a página da história,
Mudar o destino,
Adquirir coragem,
Perder o medo,
Deixar de lado a covardia,
Enterrar o temor,
De uma vez por todas,
Dar um basta no
Continuísmo fisiológico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário