sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Se não conheces a fome; RJ, 0260501995.

Se não a conheces a fome,
Dê graças a Deus
E penses nos teus,
Que vagueiam pelo mundo
E que a conhecem muito
E não sabem como,
Acabar com ela,
A fome;
Vou apresentar,
Vejas as crianças,
Que morrem sem viver,
Morrem sem conhecerem,
Um pedaço de pão,
Um copo de café com leite,
Um prato de arroz com feijão;
A fome,
Elege políticos,
Enriquece governadores,
Dá poder a presidentes,
E dólares muitos dólares,
Aos planos assistenciais;
E só os hipócritas,
Demagogos e imbecis,
Lucram com ela;
A fome está aí,
E não pode acabar;
Onde é que o senador,
Vai conseguir votos?
A fome,
Ronda a buscar vítimas
E geralmente são crianças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário