terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

As minhas pérolas são formadas por dinossauros; BH, 0501102012.

As minhas pérolas são formadas por dinossauros, 
Mamutes, mastodontes, elefantes, dromedários,
Camelos; as minhas histórias são formadas por 
Negros escravos, índios exterminados, crianças
Vítimas de violências, mulheres apedrejadas,
Homens decapitados; minha vida é sedimentada
Igual à uma duna, batem em minhas costas igual
As águas do oceano batem nas rochas; e não me
Transformam em areia, em molécula, em partículas;
O universo ensinou-me a reagir e a força que 
Armazeno no peito, é a força da gravidade; penso
Que, o certo na vida é ser coerente e nem sei o 
Sentido e nem o significado da palavra coerente;
Não importa, não quero significado e nem quero
Sentido; que significados e sentidos tinham os 
Seres da pré-história? só o que tinham é o que 
Quero ter, a absurdidade da adversidade da era
Da pedra lascada e ninguém mais para encher o
Meu saco; os elefantes morrem presos na lama,
As tartarugas morrem enganchadas numa raiz
Descoberta, os velhos leões morrem de fome,
Ou devorados pelas hienas a sorrirem, eu 
Morro de vergonha, ou de falta de vergonha; 
E antes do galo cantar três vezes, quero me 
Esconder e negar a minha ignorância e quero 
Lançar no mar a minha estupidez; até quando me
Voltarei para mim e não mais me sentirei 
A andar de costas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário