terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Cadê as inspirações mais divinas e mais; BH, 01101102012.

Cadê as inspirações mais divinas e mais
Celestiais? quem tem direito a tais inspirações?
Cadê as imaginações mais infinitas? quem
Tem o privilégio de as perceber? cadê as
Criatividades mais sobrenaturais? quem
Tem a capacidade de possá-las às formas
Físicas? quando os pássaros somem do 
Céu, as nuvens vão atrás deles e só o 
Sol reina no azul do firmamento 
E quanto mais azul é o azul do firmamento, 
Mais verde é o verde da natureza;
Quando as águas dormem, os peixes sonham
E fazem os poetas sonharem, pois, poetas
Sem essas inspirações, sem essas meditações,
Sem essas imaginações, criatividades e
Citações, são poetas mortos; a nossa 
Obrigação é varrer universos, varrer
Madrugadas, perder noites e noites 
Para encontrar esses encantos que,
Podem encantar aos que não são 
Encantados, não são chuvas, não são
Ventos, não são raios, não são relâmpagos,
Não são trovões, não são espíritos, não são 
Neblinas, não são cerrações, não são orvalhos, 
Não são serenos, não são névoas, não são
Madrugadas, não são garoas, não são
Chuviscos, não são coriscos, não são
Fagulhas, não são faíscas, como são
Os poetas que, são todo tipo de composição;
Cadê esses burilos? cadê esses bolinos?
Cadê esses malinos? os poetas despertam?
E eles vão dormir? não, a ansiedade os espera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário