terça-feira, 14 de julho de 2015

Rio Grande do Norte, 916, 1a; BH, 080302012.

E se escrevesse uma obra-prima, revolucionária,
Hein, maluco? e se esnobasse a ABL, a Academia
Brasileira de Letras, os gramáticos, os escritores,
Poetas e pensadores? e se mandasse às favas os
Políticos e suas práticas podres? e se desprezasse a
Justiça poderosa e seus ministros arrogantes e
Arrotadores de falsas sabedorias? e se quebrasse
Os banqueiros com seus bancos e instituições
Financeiras? e se derrotasse os Estados Unidos da
América do Norte e impusesse ao seu povo uma
Humilhação desproporcional? e se elevasse o
Povo cubano ao nível das nações desenvolvidas
E explodisse o bloqueio econômico covarde e
Injusto? e se fizesse Israel voltar ao seu território
E devolver à Palestina as terras invadidas pelo
Estado judeu? e se invertesse os papeis, Palestina
Passaria a ser Davi e Israel, o Golias? e se a
Palestina separasse a cabeça do Davi? e se o
Povo marchasse para Brasília e pegasse no tapa
Na cara cada componente desmoralizado e
Desmoralizador do Senado? e da Câmara dos
Deputados? pois, para consertar aquilo ali, só
Tapa na cara, dado pelo povo e com a mão bem
Aberta, bem espalmada; e se fizesse da vida
Uma obra de arte, uma vida clássica, erudita;
Mas, qual o quê? quanto mais escrevo, não
Prolongo nem a minha vida e nem adio a
Minha morte, ou adiro a sorte que todos
Viventes têm; oh, maluco e se fosse maluco o
Suficiente, para escrever um poema decente?

Nenhum comentário:

Postar um comentário