quarta-feira, 8 de julho de 2015

Rio Grande do Norte, 916, 64; BH, 0130702012.

Esta valiosa teoria da relatividade
Literária que desvendo neste poema
Obra-prima da Conjectura de Poincaré,
Clássica obra de arte que encantou o
Boson de Higgs e que também está
Presente em todo acelerador de
Partículas e mentes geniais que,
Despem leis, tratados, contratos,
Projetos, teses e teorias; mais bela,
Mais complexa e mais difícil das artes;
A literatura é como uma deusa, uma
Noiva noviça virgem, uma rainha
Encantada: berço de obras-primas,
A literatura é sagrada e profana,
Consagrada e abominada; balaio de
Clássicos a literatura é nobre e
Quem se envereda por suas linhas 
E emaranhados, nunca se perde nos
Caminhos; são vastas as estradas
Literárias e infinitos seus mundos,
Planetas, civilizações e universos;
São eternos e imortais as vidas dos
Seus poemas e poesias, sonetos,
Seus livros, romances e novelas;
Literatura é para ser amada, mulher
Cobiçada, desejada, poço de
Gozos e prazeres, principalmente,
Para quem copula a literatura, a
Engravida e a faz reproduzir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário