quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Bem sei que ides dizer que sou um louco e um neo-bobo e vagabundo; BH, 0130502000.

Bem sei que ides dizer que sou um louco e um neo-bobo e vagabundo,
Um esquerdista burro, porém, só não votei no FHC, no vulgo Fernando
Henrique Cardoso; não fui cúmplice dele, e nem fui conivente, como o
Roberto Drummond, que por duas vezes votou nele, e, não teve nem
A vergonha de declarar, poderia ter escondido a verdade, pelo menos
Para impedir que deixássemos de lê-lo; pessoalmente, depois que
Declarou que votou duas vezes em FHC, nunca mais li nada dele; e
Agora, meu povo, para recuperar o que estão a fazer com o Brasil, sob
O jugo de FHC, USA, e FMI, vai-se levar mais do que o infinito, e a
Eternidade, e a posteridade, e garanto-te que nada vai melhorar; quem
Hoje pode fazer uma pequena viagem de turismo, e lazer, mesmo que
Seja por aqui mesmo, dentro do país, nas imediações do seu estado de
Origem? qual o trabalhador que pode conhecer hoje o nosso litoral?
Comprar um carro novo? casa nem se fala, um presente , ou um simples
Brinquedo para o filho? uma correção da arcada dentária? um jantar
Num bom restaurante? uma compra de aparelhos domésticos de última
Geração? computadores? telefones celulares, e tudo mais? só mesmo os
Representantes, os defensores, os membros da burguesia, da elite, do
Governo, da câmara, e do senado; a grande maioria, às vezes, passa só
Muita vergonha, e chega nem ter o que comer: como posso rir numa
Situação dessa? só se fosse um louco, uma maníaco depressivo, um
Masoquista, e que gostasse de sofrer, e da dor causada pelo neoliberalismo,
E a política errada que não volta para o social, não volta para a agricultura,
Uma vinculação do homem ao campo, a impedir que ele se transforme em
Mendigo, traficante, ou morador de áreas de risco, marquises. e favelas
Sem saneamentos nas grandes cidades; mostreis-me qual é a política
Voltada para o campo? para a agricultura, para a habitação, para a
Saúde? sem usar de mentira, falsidade, e enganação; o governo tira os
Remédios dos Postos de Saúde para obrigar as pessoas a comprar nas
Grandes farmácias, e as grandes farmácias, a comprar dos grandes
Laboratórios; lamentável a nossa situação, e é por isso que choro, é
Por isso que sou um chorão, um derrotado, e pessimista, que nunca
Teve uma história no campo social, e nem no campo político para
Contar; sempre fui um perdedor: perdi o tempo todo contra a Ditadura,
Perdi a luta contra a derrubada do prédio da UNE, da União Nacional
Dos Estudantes, perdi na campanha bela das Eleições Diretas, perdi
Para o Moreira Franco, o Wellington Moreira Franco, o nojento, o
Asco, o Gato Angorá, contra o Darcy Ribeiro; o povo do Rio de Janeiro,
Escolher o Moreira Franco, e preterir o Darcy Ribeiro, é dose para leão:
Não dá para aguentar, perdi todas as vezes em que votei no Lula, no
Luiz Inácio Lula da Silva; perdi na Benedita da Silva para o famigerado
César Maia, (na época O Globo publicou a foto da Bené, de costas na
Capa do jornal, na maior falta de respeito à uma mulher, negra, e
Favelada: o jornal O Globo também deve pedir desculpas, e perdões à
Benedita da Silva); perdi também quando votei no Bittar, no Jorge Bittar,
Para governador do Rio de Janeiro; como não consigo me lembrar de
Todas as minhas derrotas, que são tantas, e sempre vêm umas atrás das
Outras, a última foi agora na votação da MP, Medida Provisória, que
Regularizou o salário mínimo, na esmola de Cr$151,00: e toda vitória de
FHC, para mim é uma verdadeira, e grande derrota; toda vez que FHC
Ganha alguma coisa, o povo, e o Brasil perdem alguma coisa: precisamos
Urgentemente tirar tal serpente da direção da nação; precisamos cortar,
Cortar as asas dessa cobra, antes que seja tarde demais; imploro a Deus
Para que ele não chegue ao fim do mandato, e, que venha à tona, um
Dia, todas as suas mazelas, e da eminência parda, que é o vice, o
Mamador, o puxa-saco, o bajulador abominável Marco Maciel; desde
Que me tenho por gente, se é que sou gente, vejo falar em Marco
Maciel, e nunca ouvir Marco Maciel, o mudo, a pronunciar uma única
Palavra, a falar alguma coisa de descontentamento, com toda política
Que ele conhece, colaborou, e usufruiu durante toda a vida; mais vale
Um absorvente feminino usado, foi mais útil, tem mais utilidade do que
O tal do Marco Maciel, o adesista, o aderente, que adere a tudo, menos
A defender a pátria dele, o estado dele, se é que ele seja brasileiro;
Coisa que duvido muito, como duvido dos baianos: Caetano Veloso,
Gilberto Gil, Naná, e Dorival Caymim, Maria Bethânia, Gal Costa, João
Gilberto, Carlinhos Brown, Jorge Amado, Zélia Gatai, Daniela Mercury,
Ivete Sangalo, É o tchan, Armandinho, Dodô, Osmar (falecido), e toda
A turma do axé music, com tudo que aconteceu na Bahia nos últimos
Dias, nas comemorações dos 500; as bravatas, e as brigas de ACM,
Antônio Carlos Magalhães, com o honesto, para não dizer ao contrário
Do Jader, do Jader Barbalho; ninguém abriu a boca para nada, nenhuma
Declaração, nenhuma opinião: triste Bahia, e mais triste fico, com toda a
Covardia, mudez, e medo da turma da Bahia, que venera, sustenta, e
Mantém, em nível de toda a pobreza, e miséria dos bolsões baianos,
Toda ostentação, riqueza, e desperdício que é o ACM; leveis o ACM,
Deixeis aí na Bahia, ele fez muito mal ao Brasil, guardeis-no aí para vós;
O brasil vive muito bem sem o vosso ACM, Caetano, Gal, Gil, tenho
Realmente pena de vós, não sei o que seria de mim, se fosse conterrâneo
De um coronel do porte, e do tamanho do vosso ACM; covardes,
Hipócritas, falsos, medrosos, um homem só é capaz de calar todo um
Estado: se abrireis a boca, se falareis algo, não há carnaval na Bahia;
Porém, nem só de carnaval vive a Bahia, nem só de ACM vivem os
Baianos: ACM, sei que vive, e muito bem, come do bom, e do melhor,
Tem muito para cagar à toda hora, e a todo dia; quanto à maioria dos
Baianos, como o povo, tenho lá as minhas dúvidas, não devem ter
Muito o que comer, e muito menos o que cagar: é a herança de ACM,
De quem vive à margem de um coronel usurpador; carregueis pois
As vossas próprias cruzes, amém.(2)

Nenhum comentário:

Postar um comentário