segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Para que escrever poesia e guardar?; BH, 01001002000.

Para que escrever poesia e guardar?
Elaborar poema e esconder de todos?
A humanidade precisa do fenômeno,
O mundo precisa conhecer o que não enxergar;
Hoje, falo com tristeza, das mesmas coisas,
Repetidas depois de séculos, e séculos, e
Séculos, sem mudar uma vírgula;
Quando a pessoa já possui assim,
Uma espiritualidade, tal um
Fernando Pessoa, ou uma luminosidade
De um John Lennon, a poesia dela,
Toma até uma dimensão maior,
Mais eterna, e mais bela;
São os poetas iluminados, vulcânicos,
Cabeças de vários newtons, e megatons,
Que fazem infinita a poética, e não
Têm o pensamento formado à base
De feijão com arroz, e farinha de mandioca;
Não têm a mente seca de sertanejo
Flagelado, e retirante sem esperanças,
Excluídos dentro do próprio país;
Mantidos na marginalidade dos mais
Essenciais direitos dos seres humanos:
Saúde, educação,moradia, cultura,
Lazer, trabalho, segurança, justiça, e
O respeito que a sociedade lhes falta;
E a poesia é necessária aí,
A arma do poeta combatente é
Justamente a poesia, como antigamente,
Um poeta fazia uma revolução;
Derrubava um rei, morria num duelo,
Não perdia um romance;
 Hoje os poetas são flagelos, são excluídos,
São refugiados em campos de países
Africanos, e são olhados com indignação;
É o olhar de uma criança nagô,
Que emudecida mostra toda a poesia.





Nenhum comentário:

Postar um comentário