domingo, 27 de outubro de 2013

De qual estrela pode cair uma letra; BH, 02501002013.

De qual estrela pode cair uma letra, 
Ou as letras não caem das estrelas? 
E de qual astro pode cair uma palavra,
Ou as palavras não caem dos
Astros? houve alguém que dava
Um reino por um cavalo, e houve
Quem dava nó em pingo-d'água
Por um lucro, um poder, uma
Posição; mas, há quem quer um
Raio de sol, um prateado de
Lua num terreiro, um pé de
Vento, um sopro de brisa, uma
Corrente de ar; há quem queira
O orvalho, o sereno, uma onda
De mar; e jura que fica satisfeito,
Dá a palavra que não almeja
Nada mais além da palavra;
Bebe letras, e fica iletrado,
A trocar de letras, mas não quer
Uma letra depositada num banco;
Há indivíduos insanos aos
Olhos dos olhos alheios; e não
Quer cura, quer enlouquecer,
Toda santa tarde profana; e
Quer é ver o sol descer do
Outro lado da chapada, e
A lua subir ao embalo da noite;
Que bom seria se alguma coisa
Nos unisse antes do fim, que a
Natureza ficasse intacta, que o
Amor fosse uma chuva de estrelas;
Que bom seria se estivéssemos
Preparados, mas não estamos; inda
Somos analfabetos, e não captamos
As letras que caem das estrelas,
As palavras que caem dos astros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário