sábado, 16 de janeiro de 2016

Cidade Maravilhosa não mereces tanta; BH, 02601002012.

Cidade Maravilhosa não mereces tanta
Violência, qual a causa de tamanha 
Violência, num lugar que nasceu tão
Parecido com um paraíso? milícias, 
Paramilitares, traficantes, policiais 
Corruptos da pior espécie do país e 
Bandidos de todos os calibres, políticos
Sem escrúpulos e decoros; se pudesse
Descobrir a causa de tanta tragédia e 
Tivesse a fórmula de uma solução que 
Findasse essa eterna maldição carioca, 
Desenvolveria, aqui, um método para 
Pôr fim aos destinos malignos dessa 
Cidade Maravilhosa; o chato é que 
Todos querem cocaína, maconha, 
Drogas pesadas a qualquer custo e sem
Pensar nas consequências maléficas
Que o tráfico de drogas pode causar; 
Menino do Rio, vamos parar de cheirar,
Garota de Ipanema, vamos parar de 
Fumar maconha, de aplicar nas veias,
De tomar bolinhas, de queimar pedras;
Ela é carioca e por ser carioca, não 
Precisa ser drogada; quantas poesias 
Que há em Copacabana Princesinha do
Mar? quantos poemas no Pão de Açúcar?
Nos Dois Irmãos, Corcovado e mesmo
Nos bairros suburbanos do samba, e nos
Morros do funk e do rap? não é fácil
Largar os vícios e se viciar em cultura,
Em obras de arte, obras-primas e clássicas;
Não precisa nem apelar à religião, São
Jorge e São Sebastião; é só parar de 
Comprar o crack e fazer a cabeça com 
As belezas, as maravilhas desse berçário
De poesias vivas e de poemas imortais;
Minha ferida Cidade Maravilhosa do Rio de
Janeiro, não mereces malévolas maldições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário