sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Inda vou descobrir e vou martelar; BH, 0170702013.

Inda vou descobrir e vou martelar
Nesta bigorna, vou marretar nesta
Pedreira e vou descobrir; e mostrarei
A joia da coroa, a gema, o diamante mais
Valioso, a pedra mais preciosa; verei
A pepita de ouro maciço, a pérola
Mais perfeita; e tudo de teimosia,
Perseverança e insistência, vou
Persistir o quanto puder, nada
Tenho a perder e o que encontrar,
Se não gerar lucro, prejuízo não
Vai dar; pararei com os dilemas,
Mistérios e segredos; abrirei clareiras e 
Com o tempo serei profissional, com
A prática terei experiência e 
Deixarei de ser amador; e me 
Conscientizarei, o que é o mais 
Importante, a conscientização;
Porei a consciência à minha
Disposição e me alegrarei, ficarei
Contente, acrediteis, ficarei deveras
Feliz, embriagado sem beber uma
Única gota de álcool; e com a mesma
Facilidade com que falo, escreverei,
Ficarei abismado, eu posso; coisa tão
Simples e não via; posso, algo
Singelo e eu cego, inútil e 
Acabei de descobrir, Arquimedes,
Posso; maravilha, estou maravilhado,
Coberto de calafrios, só não saio para
Dançar, pois é alta madrugada fria
E não estou a sonhar, estou muito
Bem acordado, sim, eu posso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário