sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Cazuza morreu; RJ, 090701990.

Cazuza morreu,
O verdadeiro herói da resistência;
Lutou contra a doença,
Com todas as armas
Da imaginação e amor;
E também foi o culpado,
Teve que tragar a própria dor;
Morreu Cazuza,
Vulgo Agenor;
Viveu em Ipanema,
Fumou, bebeu, arrasou;
Cheirou o próprio cheiro,
Decorou o AZT,
Sem aprender a ler;
Virou vampiro,
Tomou sangue de cavalo,
Conheceu vários sangues
Em sua combalidas veias
E de onde fez brotar,
Uma energia sobre-humana;
E de todas as pessoas
Que o habitaram,
Ele fez uma só;
E de todos os espíritos,
Que o possuíram,
Ele fez um só;
Um só Cazuza,
Um só Agenor,
Um só filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário