domingo, 15 de novembro de 2015

Bem que o meu cérebro podia pegar; BH, 050702013.

Bem que o meu cérebro podia pegar 
A onda do gigante que acordou e
Acordar também, mas, meu cérebro é
Anão; meu cérebro é pigmeu, é
Cachorro vira-lata; aceitou muito
Passivamente o golpe de estado no
País; aderiu à Ditadura militar
Instalada, foi conivente com as
Torturas, com as mortes e com os
Desaparecimentos e banimentos dos
Que combatiam o regime; e chamou
Quem lutou contra os militares de
Terroristas, assaltantes de bancos,
Bandidos e assassinos; bem que
Este meu cérebro complexado poderia
Pegar o embalo do gigante e acordar
De uma vez, mas, é um cérebro
Dorminhoco, é contra a Comissão da
Verdade, a Lei da Anistia e a
Condenação dos que torturaram,
Jogaram corpos em alto-mar, deram
Choques elétricos e penduraram no
Pau-de-arara; meu cérebro é cérebro
De malafaia, feliciano, bolsonaro; com
Todo o barulho que o gigante fez ao
Acordar, meu cérebro não despertou; é
Um cérebro de pensador de direita, um
Marco antônio vila, reacionário,
Retrógrado, conservador; o gigante que
Acordou é progressista, de esquerda,
Libertário, reformador; este cérebro
Nunca irá acompanhar esses passos
Gigantescos desse gigante; que este
Cérebro não expulse um Ulisses, um
Davi e ponha por terra o gigante despertado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário