segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Quando era menino falava assim:; BH, 0160702013.

Quando era menino falava assim: 
E quanto mais rezo, mais
Assombrações aparecem; e as
Perseguições inda continuam,
Quanto mais rezo, mais as
Assombrações aparecem à minha
Frente; Agripino Maia, vinte e
Sete anos de senador, nunca fez
Um bem ao estado natal dele,
Quanto mais ao povo trabalhador
Brasileiro; Aécio Neves, nunca
Trabalhou na vida, vive a reclamar
Da saúde e da educação e gasta
Milhões do erário por mês em
Viagens aéreas; José Serra, o
Vampiro brasileiro, literalmente,
Pai da Privataria Tucana, maléfico
Até às entranhas, é bancado tanto
Quanto Fernando Henrique Cardoso,
O imprestável até à medula; Michel
Temer, clone de rato gabiru,
Henrique Alves, Rennan Calheiros,
Eduardo Cunha, Francisco Dornelles,
Espíritos de porco, quantas
Assombrações a atormentar o povo
Trabalhador brasileiro; quantos
Fantasmas a desviar as verbas da
Saúde, da educação, dos transportes
E tudo com a complacência da
Mídia, do judiciário; se o povo
Trabalhador brasileiro não marchar
Sobre Brasília, nada mudará,
Continuaremos a alimentar esses
Vermes, a sustentar esses parasitas
E a nos assustar com os gastos
Astronômicos dessas assombrações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário