sábado, 16 de maio de 2015

Sempre Vivas, 181, 14; CONT, 0100502012.

Nietzsche tem razão, acabará um dia o
Universo e a estupidez humana não; e
Isso me faz sofrer e procuro me olhar
Ao espelho, não pensar, nem refletir,
Para não sofrer mais, não pela estupidez
De outrem, por quem tenho tolerância,
Paciência até, mas pela minha, que
Não diminui e que a cada dia que vivo,
Aumenta demasiadamente mais; deveria
Ser ao contrário, quanto mais se vive,
Mais se aprende a viver e a ser menos
Estúpido; e digo-vos sem medo de
Errar, como este sol que ilumina-me e
Cega-me o olhar, meu sonho é ver a
Minha estupidez um dia acabar; Nietzsche,
Grande e culto e sábio filósofo alemão,
Superou a própria estupidez inda
Menino, era gênio, era não, é gênio,
Aqui e lá, além do universo, onde foi
Morar; e deve estar feliz, apesar de
Que, de vez em quando, ainda deve
Chorar, derramar muitas lágrimas,
Por esta humanidade que não sabe
Por um fim à estupidez que a sufoca;
Nietzsche tem razão ao chorar pelo
Ser humano, pois por tantas aulas
Que tenha deixado, a raça humana
Não soube evoluir através de Nietzsche.

Nenhum comentário:

Postar um comentário