domingo, 24 de maio de 2015

Tereza Mota Valadares, 190, 14; BH, 0270602012.

Sois seres sadios, curados, sãos, fazeis
Coisas saudáveis, límpidas, transparentes,
Sociais; sois seres sarados e não doentes,
Sois normais e indiferentes e imunes às
Doenças; tendes sanidades físicas e
Mentais, tendes lucidez, equilíbrio e
Estabilidade; tendes castidade de Catão
E não as orgias de Baco e as bacanais e
As depravações de Calígula; sois belos,
Fortes, viris e nada vai vos abalar, nada
Nada vai vos intimidar ou vos tirar da
Segurança, garantia e confiança; sois a
Firmeza, a fortaleza, o castelo eterno;
Não tendes fracassos e nem derrotas
E como vos invejo, como vos ufano e
Orgulho-me de vós; pois sois formosos
De dentes firmes, brancos e brilhantes;
Sois arianos de olhos e sangue azuis,
Não sentis uma única dor e nada, nada
Dá errado para vós, sois infalíveis,
Perfeitos, condicionados, nutridos;
Como peço aos deuses para deixar de
Ser e passar a ser um de vós: não
Precisais ler, não precisais escrever
E nem precisais pensar: que coisa
Mais extraordinária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário