domingo, 24 de maio de 2015

Tereza Mota Valadares, 190, 19; BH, 0280602012.

Muita coisa horrível aconteceu,
Acontece e acontecerá; quem
Viveu, vive, viverá, verá que é
Muito o terror, muito o horror
Que inda não parecem ter fim.
Não querem acabar e a
Humanidade precisa encontrar
Um caminho possível à preservação
E à evolução; não tenho moral
Para dizer, ou cacife para
Escrever, ou profetizar; não tenho
Dignidade, dom de profeta,
Para alarmar o ser humano,
Que necessita de paz, anseia
O amor; não tenho a
Experiência de vida para levar
À raça humana uma
Mensagem devida de
Esperança e de otimismo;
Se tirar por mim, não haverá
Salvação para tanta gente; se
Pegar-me por exemplo, não
Sobrará pedra sobre pedra a
Contar a história; é que teimo
Teimoso no que é duvidoso,
No que é incerteza; e logo eu,
Pessoa errada, que sempre
Andou no lugar errado, na
Hora errada; logo eu, que
Nunca tive um êxito na vida,
Que servisse de restauração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário