terça-feira, 29 de março de 2016

Não posso temer o que penso; BH, 01101202015.

Não posso temer o que penso,
Se sou eu quem penso e nem ter medo do que 
Escrevo, se sou eu quem escrevo; ou se
Tem uma liberdade de pensamento e 
De expressão, ampla, geral e irrestrita,
Ou se tem uma democracia real, soberana,
Cidadã, ou afundaremos todos na hipocrisia;
No jogo, a bola é rolada, na pesca, a 
Traíra é pescada e no amor, a mulher 
É conquistada e na liberdade,
A palavra é liberada, a ação 
É livre, o direito é respeitado, mesmo 
Que haja quem não goste, se sinta
Ofendido, contrariado, constrangido, 
Ultrajado; e o que mais acontece ao
Povo trabalhador brasileiro é o 
Ultraje da burguesia, a violência da 
Elite, o desrespeito da plutocracia, o
Acinte da justiça, o achincalhe dos 
Políticos; e é essa corja toda, que o
Povo trabalhador brasileiro tem que 
Levar na cacunda e ficar corcunda, com 
O peso da exploração; o restante das 
Reclamações dos que se dizem atingidos
Por ideias, ideais, é conversa fiada, ou
Mole, para boi dormir; na ditadura,
Meu pai foi preso por não concordar
Com a ditadura, na democracia, 
Poderei ser preso, se a democracia
Não concordar comigo? figuras 
Públicas, sociais, não podem se sentir
Atingidas, a alegarem infâmia,
Difamação, injúria, calúnias, danos
Morais, o que se fala delas; assim são
As tais coisas que mais acontecem 
Com a Presidenta Dilma Vana Rousseff
E com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da 
Silva, os mais atingidos pelos reacionários

Nenhum comentário:

Postar um comentário