segunda-feira, 21 de março de 2016

O animal escritor é o animal mais; BH, 02501102012.

O animal escritor é o animal mais 
Solitário da terra; e se quiser ser 
Escritor, o animal escritor deve 
Agir como se fosse um urso panda,
Preto, pardo, ou polar, um urso; e 
Hibernar dentro do próprio lar; se 
Não habitar a solidão e nem deixar
A solidão habitar o coração, o 
Animal escritor pode desistir da 
Questão; a inspiração para um 
Animal escritor é a solidão, é se 
Retirar, esconder-se atrás de 
Lixões, monturos, entulhos, 
Escombros e morar em murundus;
E não ter alegria, ao animal escritor
É proibido a alegria, o sorriso, a 
Gargalhada de felicidade; e de 
Direito as dores dos partos, as 
Dores dos estupros, das sevícias
E das sodomizações forçadas; se 
O animal escritor não sangrar, 
Não vive e não pode ser um 
Sangramento de hemorragia, há 
De ser um sangramento de gota
A gota, de morte lenta, demorada,
Senão o animal escritor não se
Reencarnará nem em letras e 
Nem em palavras; e a escrita há
De ser escrita de morto, escrita
Póstuma, como se o autor 
Estivesse num bloco de mármore,
À espera do gênio com suas 
Ferramentas de escultor; e para 
Cada detalhe de pedra, de rocha, 
De parede, muro, paredão, de 
Muralha, pradaria, falésia, chapada,
Morro, montanha; visiono um 
Aprisionado a suplicar a liberdade
E visiono suplicantes a clamarem 
Por água, ar, luz; e traço estas 
Esculturas nas folhas que a vida 
Ávida disponibiliza-me.

Nenhum comentário:

Postar um comentário