segunda-feira, 14 de março de 2016

Sinceramente e a culpa é só minha por ser; BH, 02301102012.

Sinceramente, a culpa é só minha por ser
Tão deficiente, não culpo a mais ninguém,
Por não conseguir ser normal; se ainda 
Fosse ao supermercado, mas não posso, 
Ao cinema, não vejo mais graça em ir ao 
Cinema; e ao teatro? como posso fazer 
Para sentir-me bem em ir ao teatro? aos 
Shoppings, à igreja: por incrível que 
Pareça, parece mentira, mas é verdade; o 
Único lugar que vou e que posso sentir-me
Um pouco bem, é no bar; e mesmo assim,
Não se encontra atualmente, um bar com 
Caráter de antigamente; não se ouve mais 
Um samba de mesa, uma roda de batucada,
Papo interessante; cultura, não há mais 
Cultura nos bares de hoje, leitura de textos,
Recital de poesias, exposição de quadros
De pintores anônimos; nada, não há mais 
Nada nos bares, que possa ficar satisfeito,
Mas, de todos os lugares, é o único no qual
Vou sem preconceito; e percebo que, com
O passar do tempo, em algumas regiões, 
Até o fato de frequentar um simples 
Botequim, começa a ficar insalubre; ora
É a violência, o dono do bar que não 
Sabe ser dono de bar e o freguês do bar
Que não sabe ser freguês de bar e o 
Nosso rei Jaguar, aonde será que andará,
O nosso rei Jaguar, "Confesso que Bebi".

Nenhum comentário:

Postar um comentário