sexta-feira, 28 de agosto de 2015

MIKIO, 134; BH, 020402013.

Penso que vivo em dois Brasils, um Brasil
Real, que vivo nele, com grandes problemas de
Trânsito, saúde, segurança, mobilidade, como
Sinto no dia a dia, ao sair para trabalhar; e é
Um Brasil, em que muitas vezes, a total ausência
Do estado é sentida, em níveis federal, estadual
E municipal; é só andar um pouco pelas ruas
Das cidades, subúrbios, rurais, em que bem, ou
Mal sobrevivo, igual aos milhares de outras
Pessoas; e penso, onde é que vivo, no Brasil
Irreal, o Brasil dos colonistas, das calunistas do
PIG, Partido da Imprensa Golpista; aonde anda
Esse país dos articulistas, comentaristas, dos
Profetas e porta-vozes do caos? procuro e
Não encontro esse país fictício, que a mídia
Tenta criar, tenta nos insuflar, numa tentativa
Sórdida, desesperada, de trazer ao poder, o
Grupo que, o povo trabalhador brasileiro
Defenestrou; o povo não quer mais saber de
Gente do tamanho de um FHC, vulgo,
Fernando Henrique Cardoso, um anão podre
Que posa de vestal; o povo não quer mais
Saber de José Serra, Aécio Neves, Geraldo
Alckmin; não adianta a velha medieval mídia
Ressuscitar esses defuntos; e quem ficar do
Lado dessa gente, será enterrado junto; uma
Parte da burguesia, outra parte da elite querem
Voltar à era na qual esse grupo esteve no
Poder; só se for por muita maldade no coração,
Muita ruindade na alma, preconceito; mas, nosso
Brasil dará certo, torça contra quem quiser,
Eu acredito e mais uma vez venceremos o
Pânico desses protagonistas das eras malditas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário