segunda-feira, 4 de abril de 2016

Estupidificou-se a humanidade; BH,0190902015.

Estupidificou-se a humanidade 
E bestializou-se a raça humana e o ser
Humano imbecilizou-se e a tendência
É só piorar, com as práticas medievais que,
Teimam em voltar das trevas; e nota-se que,
Com o passar do tempo, a mudança de 
Comportamento, para um estilo feudal,
Com o homem cada vez mais arrogante,
Ignorante e indiferente; cegada pelas
Religiões, sugada pelo estado, isolada
Pela sociedade, exilada no meio em
Que sobrevive, a pessoa encontra-se
Num beco sem saída; condicionada,
Teleguiada, monitorada, se não gerar
Lucros constantes, não pagar pela vida,
É dispensada, deletada, ignorada; 
E hereditariamente, ou de geração em 
Geração, perpetua-se esta maldição do
Homem que, mesmo ao se reconhecer 
Vestígios de milhões de anos de existência,
Demonstra que, ainda não aprendeu a 
Viver e tudo do que faz, é para aprender 
A morrer, quantas vezes necessárias forem,
Ou para aprender a matar por profissão,
Ou lazer e sem cuidados anda descuidado,
Descuidista, réu e vítima; e banalizado
Na mediocridade, embalado no consumo
Desenfreado, é manipulado grosseiramente,
Objeto tosco na mão da mídia, sofre sem
Sentidos, razão, sentimentos; e por mais 
Catástrofe que sofra, tragédia, não 
Sensibiliza-se com mais nada, empacado
Como um jumento teimoso, obtuso,
Infeliz; e finge que é feliz para dar 
Satisfações a quem não deve dar; e os
Lixões das periferias são o destino do 
Seu esqueleto de luxo, de sua ossada 
Luxuosa e de sua caveira de diamantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário